Mais Esportes

45 vezes Guga! Relembre os grandes feitos de Gustavo Kuerten no tênis

Crédito/ATP

Nesta sexta-feira (10), o maior tenista masculino da história do Brasil faz aniversário, Guga completa quarenta cinco anos e nossa redação resolveu fazer um Top 5 em homenagem a Gustavo Kuerten. Passaremos por todos os grandes feitos e a grande decepção da carreira do tenista.

1 – Campeão nos primeiros anos de carreira.

Guga iniciou sua carreira profissional em 1996 e no início de sua jornada o brasileiro mostrou ser diferente. O primeiro feito de Gustavo Kuerten foi ajudar o Brasil a classificar para primeira divisão da Copa Davis vencendo a equipe da Áustria. Porém em 1997 Kuerten conquistou seu primeiro feito, venceu o primeiro título em Roland Garros revelando para o mundo a força de seu talento. Kuerten foi o  primeiro tenista brasileiro a vencer um Grand Slam da ATP.

Guga encarou verdadeiras pedreiras para sair com o título da França, o brasileiro enfrentou os 3 últimos campeões do torneio para se sagrar campeão. O tenista venceu Thomas Muster, Yevgeny Kafelnikov e Sergi Bruguera, mostrando ao mundo que seria um grande talento da sua geração.

2-Má fase após o primeiro título

Depois de conseguir ser o primeiro jogador masculino brasileiro a vencer um Grand Slam, Gustavo Kuerten sofreu algumas lesões pós-título e com pressão por não conseguir resultados expressivos. A mistura da queda técnica com os problemas físicos, fez Guga ser cobrado por fãs tradicionais de tênis e os novos da Gugamania transformando o ano de 98 um dos piores da sua carreira.

3- Maturidade e dois Grand Slans em dois anos.

Guga iniciou uma verdadeira Maratona de títulos no ano 2000, em fevereiro venceu o ATP de Santiago, venceu o Masters de Hamburgo e venceu o Bicampeonato de Roland Garros, seu torneio predileto. Essa sequência positiva foi a resposta de Kuerten para o mundo que achava que o primeiro título tinha sido por acaso.

Com sequência de vitória e idas a finais daquele ano, o brasileiro atingiu o topo do mundo pela primeira vez se sagrando número um do mundo. Outro feito relevante dos anos 2000, foi Guga ser o primeiro tenista a vencer Pete Sampras e Andre Agassi no mesmo torneio. As vitórias aconteceram no Tênis Masters Cup, após vencer os dois americanos o brasileiro conseguiu encerrar o ano como o número um do ranking da ATP.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

4 – Coroação da regularidade

Guga entrou em 2001 como jogador a ser batido no tênis mundial, Kuerten manteve a boa fase vencendo os ATPs de Buenos Aires e Acapulco em fevereiro, Monte Carlo e na metade de 2001 conquistou seu terceiro título de Roland Garro. Após vencer seu último Grand Slam, Kuerten seguiu sua temporada conquistando títulos. Guga se sagrou bicampeão do ATP de Stuttgart, na sequência venceu o Masters de Cincinnati encarando a pior maratona de adversários da sua vida.  O tenista eliminou Andy Roddick, Tommy Has, Goran Ivanišević, Yevgeny Kafelnikov, Tim Henman e Patrick Rafter. Depois desse torneio Guga começou a ter problemas físicos e fazer campanhas abaixo do nível tradicional. A continuidade das lesões e a queda de nível do tenista obrigaram Gustavo Kuerten realizar a primeira cirurgia no quadril.

5- Aposentadoria e Hall da Fama             

Guga sofreu bastante com suas lesões entre 2002 a 2008, tendo seu único sopro talento em 2004 quando venceu Federer em Roland Garros por 3 sets a 0. Mas acabou eliminado na rodada seguinte do torneio. Alias 2004 foi seu último ano em alto nível, depois de desse ano as lesões de Guga agravaram e o tenista não conseguia ser o mesmo em quadra e acabou se aposentando em julho de 2008 no Brasil Open.

Após encerrar a carreira o Guga foi homenageado com sua inclusão no International Tennis Hall of Fame em 14 de julho de 2012, se tornando o segundo atleta do tênis brasileiro a receber esta honraria.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top