Futebol

A convite de Falcão, Itália de 82 adere a campanha solidária a favelas do Brasil

Paolo Rossi e outros 12 campeões do mundo gravam em apoio à iniciativa e pedem manutenção de distanciamento

A campanha Mães da Favela, cujo objetivo é a criação de um fundo para combate ao coronavírus em comunidades assistidas pela Central Única das Favelas (CUFA), ganhou reforço de campeões mundiais. Após a Seleção Brasileira de 82 declarar apoio à causa, a equipe italiana, que eliminou o time de Telê Santana na semifinal e acabou com o título na Espanha, também aderiu ao movimento solidário.

A iniciativa foi apresentada aos italianos por Paulo Roberto Falcão, uma das estrelas da equipe brasileira que marcou época. Em contato com seu ex-companheiro de Roma Bruno Conti, campeão com a Itália, o ex-jogador brasileiro incentivou os atletas da Squadra Azzura de 82 a demonstrar apoio público à ação. O chamado foi prontamente atendido pelos italianos, e 13 dos jogadores tricampeões gravaram depoimentos. Veja no vídeo abaixo:

Na gravação, Paolo Rossi e companhia transmitem solidariedade aos brasileiros, fazem pedidos de ajuda à campanha Mães da Favela e recomendam a manutenção do distanciamento social.

CRESCIMENTO DA ARRECADAÇÃO E REPERCUSSÃO MUNDIAL

Pouco antes da divulgação do vídeo da Seleção Brasileira de 82, no último dia 5 de abril, a arrecadação da campanha Mães de Favela estava em cerca de R$ 285 mil. Quase 30 horas depois da veiculação do vídeo na imprensa, o montante já era de R$ 1,3 milhão. Às 14h desta sexta-feira 17, o contador do site da campanha informava que a arrecadação já era de quase R$ 4,5 milhões, com distribuição de mais de 37 mil “vales-mãe” no valor de R$ 120,00 cada.

A adesão ao movimento solidário pelos ex-jogadores brasileiros, imortalizados pelo futebol bonito apresentado na Copa da Espanha, também chamou a atenção da imprensa brasileira e mundial.

Foto: Reprodução

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo