Mais Esportes

A decepção do Praia Clube: de melhor da temporada a vice campeão

Wander Roberto/Inovafoto/CBV

A Superliga feminina chegou ao fim e, mais um vez, o Dentil Praia Clube ficou em segundo lugar. Depois de ter feito uma campanha impressionante durante todo o campeonato, esse resultado é, no mínimo, decepcionante.

Durante a primeira fase da Superliga, o time de Uberlândia conquistou 58 pontos, perdendo apenas duas vezes em 22 jogos. Foram 63 sets vencidos e apenas 14 perdidos. Uma campanha digna de aplausos.

O Praia foi um time que, diferente dos demais da competição, não sofreu muito com casos de Covid-19 e lesões no começo da temporada. Isso foi um fator favorável para que a equipe conseguisse jogar mais unificada. Os problemas foram aparecer mais para o meio, mas outras jogadoras conseguiram assumir e manter a soberania praiana.

Siga o Esporte News Mundo no FacebookInstagramTwitter e no YouTube

Todo jogo o Praia Clube mostrava o porquê de estar no topo da tabela. Não era um adversário fácil e por isso venceu tantos jogos.

Porém, os playoffs chegaram e os times foram se superando. Equipes que antes não estavam em seus melhores momentos, mostraram avanços na reta final do campeonato. O time de Uberlândia sofreu com isso durante as semi-finais contra o Sesc-Flamengo.

O time do Bernardinho foi um dos times que mais evoluiu durante a competição e mostrou isso em quadra ao bater o melhor time do campeonato por 3 sets a 0. Depois de se ver a um set de ser eliminado da Superliga, o Dentil Praia Clube conseguiu se reencontrar em quadra e estava em mais uma final.

O duelo entre Minas e Praia não era uma novidade para nenhuma das atletas, já que essas eram as duas equipes que mais se enfrentaram na temporada. O time de Uberlândia era soberano com três campeonatos conquistados em cima das minastenistas.

De um lado, estava o Itambé Minas, atual campeão da Superliga, em busca do tri campeonato consecutivo. Do outro, Praia Clube querendo uma reviravolta depois de ficar com a prata três vezes seguidas.

+ Rosamaria, Roberta e Ana Cristina são convocadas para a Seleção Brasileira; veja lista

Diante da campanha da temporada, com três primeiras colocações – mineiro, Supercopa e Sul-Americano – as jogadoras estavam determinadas a buscar mais um título.

Porém, o Praia não conseguiu manter a qualidade apresentada durante todo o campeonato. Com muitos erros de recepção e ataques pouco aproveitados, elas viram seu adversário abrir vantagem e levar a Superliga.

O resultado foi uma surpresa para muitos e, principalmente, uma decepção para as jogadoras de Uberlândia. Não era o que elas buscavam. A central Carolana fez um post em seu instagram falando sobre esse sentimento.

Veja a publicação clicando aqui

“Chegou o final da Superliga e ficamos em segundo lugar. Claro que queríamos mais, queríamos coroar essa temporada brilhante que fizemos com o lugar mais alto do podium. Até aqui, disputamos 6 campeonatos, dos quais ganhamos 3 e fomos vice em 1. Esses resultados só foram possíveis porque trabalhamos muito e nos entregamos muito. Digo que tenho orgulho desse time, mulheres fortes, guerreiras, que se dedicam ao máximo no que fazem e estão sempre dispostas a se doar mais em prol do time e dos objetivos. E por isso me sinto feliz por ter chegado à mais uma final de Superliga ao lado desse time tão brilhante. Grata à Deus por ter me concedido mais uma oportunidade de fazer o que amo e me guiado até aqui. Grata a minha família e amigos pelo amor transmitido. Grata à todos os envolvidos. Obrigada pela torcida de cada um. Obrigada à aqueles que reconheceram meu trabalho.”, contou em seu post.

A conquista não veio mais uma vez para o Praia Clube, mas a temporada ainda não acabou para elas. O último campeonato é o Sul-Americano de clubes que vai acontecer entre 6 e 10 de maio. As partidas vão ser transmitidas no SporTV2 e acompanhadas lance a lance pelo Esporte News Mundo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top