Mais Esportes

‘A gente se sente fragilizado nessa situação’, diz Douglas Souza após caso de homofobia em Amsterdã

Créditos: Divulgação / Douglas Souza

Douglas Souza, ponteiro da Seleção Brasileira de vôlei, foi vítima de homofobia em aeroporto de Amsterdã, na Holanda, após revelar para o controle de segurança que o homem que o estava acompanhando na viagem era seu namorado, na terça-feira (7). O atleta estava em conexão para Itália, onde jogará pelo clube Vibo Valentia nesta temporada.

Douglas relatou, nesta quarta-feira (8), que ficou 15 horas retido no aeroporto e só foi liberado quando não havia mais nenhum voo para Roma. O campeão olímpico em 2016 declarou que recebeu tratamento diferenciado de autoridades por conta de preconceito.

– Quando falei que era meu namorado, a fisionomia dele mudou na hora e o tratamento também. Ele perguntou o que o Gabriel ia fazer lá, eu mostrei o documento de união estável, disse que ele ia me acompanhar, trabalhar lá. Ele chamou um cara no telefone e disse que ele ia cuidar da gente. Levaram a gente para um outro lugar do lado da fila, onde tinha umas 20 pessoas, largaram a gente ali por umas 5 horas sem nenhum tipo de explicação – afirmou.

SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

Depois de cinco horas, o atleta foi levado para uma sala separada para realizar uma entrevista com a polícia do aeroporto. As autoridades entraram em contato com o clube de Douglas, que confirmou a história apresentada pelo jogador, mas ainda assim continuaram a questionar a presença de Gabriel.

O campeão da Liga das Nações foi mantido em um local separado com outras 20 pessoas, que também estavam com adversidades para prosseguirem a viagem. Após verificar o problema de todas as outras pessoas do espaço, a polícia atendeu o casal.

Com o aeroporto já fechado, os namorados foram liberados pela segurança. Douglas e Gabriel tiveram que passar a noite no chão do aeroporto e pegar um voo às 7h da manhã para o seu destino final.  

Já na Itália, o jogador gravou vídeos para o seu instagram relatando o preconceito que sofreu e o incidente que atrasou sua conexão na Holanda.

– Passei 15h no aeroporto que era para ser 3 horas no máximo. Infelizmente foi o que aconteceu, eu não achei normal essa situação. É uma coisa que acontece em todas as partes do mundo. Eu vivi aquilo, eu sei o que vivi, sei o olhar, o jeito que trataram eu e meu namorado na frente de todo mundo e foi uma situação muito constrangedora – disse Douglas.

O jogador ficou famoso na internet durante a Liga das Nações, após postar vídeo cômico durante treino. O atleta é assumidamente gay e acumula mais de três milhões de seguidores em suas redes sociais, nas quais compartilha o seu dia a dia. 

Douglas já visitou o clube que defenderá nesta temporada, em comuna italiana,  e foi recebido pela torcida nas redes do Vibo Valentia.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top