Guarani

Aal nega afirmação pelo Guarani no Dérbi 199: ‘Não acontece em um jogo’

Aal nega afirmação pelo Guarani no Dérbi 199: 'Não acontece em um jogo'
Crédito: Thomaz Marostegan / Guarani FC

Allan Aal negou qualquer possibilidade de se afirmar à frente do comando do Guarani em caso de vitória no Dérbi 199, diante da Ponte Preta, nesta quarta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli.

Tão questionado pela torcida no início do Campeonato Paulista, treinador vive viés de alta na temporada, com duas vitórias consecutivas e três nas quatro últimas rodadas.

+ Júlio César afasta má fase, desencanta e marca primeiro gol pelo Guarani

“A afirmação não acontece em um jogo. Eu acho que a afirmação de um treinador acontece no histórico recente. Então a gente vem de um trabalho muito bom no Paraná Clube, no primeiro turno. A gente vem de um acesso à Série A, que é uma coisa muito difícil. A gente vem de evolução durante as partidas. Então essa coisa pessoal, para mim, jamais vai estar acima do clube”, pontuou, em coletiva de imprensa.

“Eu acho que o importante é o Guarani e não eu. Não é eu me sentir melhor, me sentir mais confiante ou coisa parecida. O importante é o clube e o importante é o torcedor. A gente vai dar o nosso melhor como a gente vem fazendo a cada jogo para que os resultados aconteçam. A questão de confiança ou não é muito, vamos dizer assim, subjetiva. Onde eu vou, pelo menos o carinho que eu recebo é muito grande. A confiança que eu recebo também é maior ainda”, emendou.

PACIÊNCIA

Praticamente classificado às quartas de final do Campeonato Paulista, Aal atrelou a necessidade de ter tempo para desenvolver o trabalho no Guarani no decorrer desta temporada e comentou sobre o clássico.

“A gente sabe que, no futebol, as coisas não acontecem da noite para o dia. Ainda não finalizou três meses que eu estou à frente do Guarani. Então nós sabemos lidar com todo esse tipo de pressão, de situação e de expectativa, principalmente de expectativa, até porque fazem 26 anos aí que a gente tá no futebol profissional”, afirmou.

“Como eu falei, é um clássico importante. A gente sabe da rivalidade e sabe do histórico, mas, ao mesmo tempo, a gente sabe que o objetivo nosso é muito grande na temporada, assim como a expectativa de todos que trabalham aqui no Guarani”, acrescentou.

Embalado, Bugre ocupa a vice-liderança do Grupo D com 14 pontos, quatro de vantagem em relação ao Santos, terceiro colocado, e a uma vitória de carimbar passaporte no mata-mata.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top