Futebol americano

Aaron Rodgers rebate críticas: ‘Meus piores anos são os melhores de alguns QBs’

Aaron Rodgers
Aaron Rodgers (Photo: Stacy Revere / Getty Images)
— Continua depois da publicidade —

Aaron Rodgers é, indubitavelmente, um dos maiores quarterbacks da história da NFL. No entanto, o veterano do Green Bay Packers convive com críticas sobre seu rendimento nas últimas temporadas. Nesta terça (6), Rodgers participou do Pat McAfee Show e mostrou bom humor para rebater as dúvidas.

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

“Eu dou risada quando as pessoas falam que estou em meus piores anos, porque, muitas vezes, meus piores anos são os melhores anos de outros quarterbacks”, ironizou Aaron Rodgers.

Com quatro vitórias nas primeiras quatro semanas da temporada, Rodgers vem, de fato, silenciando as dúvidas sobre seu desempenho. O QB completou 70,5% dos seus passes, lançou para 1214 jardas e 13 touchdowns, sem nenhuma interceptação. Se seguir nesse ritmo até o fim, Rodgers terminará 2020 com 4856 jardas e 56 touchdowns, os melhores números de sua carreira.

O mais impressionante é que o veterano não conta com um dos melhores grupos de recebedores de sua carreira. Com exceção de Davante Adams, os Packers contam com jogadores sem grande experiência ou destaque: Aaron Jones, Allen Lazard, Marquez Valdes-Scantling e o TE Robert Tonyan Jr.

Aos 36 anos, Rodgers mostra que ainda tem lenha para queimar. Se der sequência ao impressionante início de temporada, o QB dos Packers tem tudo para conquistar novamente o MVP da temporada da NFL. E, enquanto estiver jogando bem, é impossível descartar os Packers de uma possível disputa pelo Super Bowl.

+ NFL tem cinco novos casos de COVID-19 nesta quarta

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top