Campeonato Brasileiro

Abel Ferreira reconhece falta de eficiência do Palmeiras e elogia Felipão ‘Abraço de gratidão’

Cesar Greco/ Palmeiras

Após a derrota para o Athletico neste sábado(02), no Allianz Parque, por 2 a 0, na décima quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador Abel Ferreira participou da tradicional entrevista coletiva pós-jogo.

O técnico do Verdão reconheceu a falta de pontaria do Verdão, elogiou o treinador Luiz Felipe Scolari e agradeceu o apoio da torcida após a derrota para o Athletico.

Para saber tudo sobre o Palmeiras siga Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

Eficiência

Durante a partida, o Palmeiras finalizou 35 vezes e perdeu algumas chances claras de gols, que poderiam ter alterado o placar da partida.

-Vamos falar que precisamos ser mais eficientes e temos que assumir isso, mais concentrados, menos afobados, nós criamos oportunidades suficientes, mesmo sofrendo dois gols, para ganhar deste adversário. Eu já tive a oportunidade de ver os lances que nós criamos, inclusive isolados, somente o nosso jogador e o goleiro deles-, afirmou Abel Ferreira.

Torcida do Palmeiras

O torcedor do Palmeiras presente no Allianz Parque reconheceu o empenho e a luta da equipe mesmo com o resultado negativo. A torcida aplaudiu e apoiou o time após o apito final.

-Não existe maior juiz ao nosso desempenho do que os nossos torcedores, e eles reconheceram que nós criamos e jogamos o suficiente para chegar no final com outro resultado. Agora não podemos deixar de olhar para os fatos, tínhamos que ter sido mais efetivos nas oportunidades que criamos. Fica aqui um sentimento de tristeza porque na minha opinião fizemos um jogo para sair com outro resultado-, disse o treinador do Palmeiras.

Felipão

Além de ídolo do Palmeiras, Felipão também foi muito importante para a Seleção Portuguesa, o treinador Abel Ferreira elogiou e fez um agradecimento ao comandante do Athletico.

-Se no mundo existisse mais pessoas como ele, seguramente estava muito melhor. O abraço que lidei foi de gratidão, primeiro como jogador, porque fui atleta dele e segundo como treinador, porque acho um treinador extremamente competente. Foi o último campeão do mundo pelo Brasil, jogando desta maneira e muito bem. Tenho muito o que aprender ainda com ele, conhece muito bem o futebol brasileiro e conhece muito bem como se ganha. Portanto tenho muita gratidão como jogador, treinador e português que sou, foi uma pessoa que mudou a mentalidade em Portugal, em relação a forma de torcer pela Seleção. Um treinador que esteve no Grêmio e não conseguiu porque é assim que funciona e agora está no Athletico fazendo um trabalho extraordinário-, falou o técnico português.

Próximo desafio do Palmeiras será na quarta-feira(06), às 19h15(de Brasília), contra o Cerro Porteño(PAR), no Allianz Parque, pelo segundo jogo das oitavas de final da Libertadores. O Verdão obteve uma ótima vantagem no Paraguai e avança de fase mesmo que seja derrotado por até dois gols de diferença.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top