Athletico

Adversário do Athletico na Sul-Americana, Aucas vive momentos turbulentos fora de campo e polícia vai ao estádio tomar posse de bens da equipe

Foto: Reprodução/Rádio Área Deportiva

O Aucas, adversário do Athletico na noite desta terça-feira (20), pela estreia da Copa Sul-Americana, passa por um momento turbulento fora dos gramados, na última segunda-feira (19) a polícia local tomou posse de bens do estádio do Aucas por dívidas com um antigo diretor. As informações são da Rádio Área Deportiva FM.

Segundo a imprensa local, a justiça decretou a falência do clube, e um interventor cuidará dos bens. Também foi informado que a dívida é de 1,2 milhão de dólares e o clube precisa dar uma resposta se pagará. Caso contrário, a justiça dará sequência ao processo. A imprensa equatoriana não revelou quais e quantos bens foram levados.

O Aucas negou as informações sobre o caso. Em nota oficial divulgada em suas redes sociais, o clube afirmou que “permitiu que se leve adiante uma diligência judicial, prestando as facilidades do caso”. Confira a nota oficial do clube.

A partida entre Aucas x Athletico, será às 21h30, horário de Brasília, e realizada no Estádio Gonzalo Pozo Ripalda, em Quito, Equador. Com a operação policial e a declaração de falência a tensão sobre o Aucas para o jogo aumenta. Vale lembrar que na semana passada o clube teve um surto de Covid-19 no elenco, que afetou mais de 20 pessoas, sendo jogadores e membros da comissão técnica do clube. Entretanto, segundo informações locais, o clube deve ter o reforço de boa parte dos atletas afetados pela doença.

O Athletico também terá problemas, com as ausências de dois goleiros, o jovem Bento será o titular na partida, além de não ter Thiago Heleno na defesa e Carlos Eduardo no ataque. Um provável Athletico deve ter:  Bento; Erick, Pedro Henrique, Zé Ivaldo e Abner; Richard, Christian (Vitinho), Fernando Canesin e Léo Cittadini; Nikão e Renato Kayzer.

Para saber tudo sobre o Athletico, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top