Fluminense

Ainda sob análise, Benítez pode ser ‘novo Conca’ no Fluminense; Veja a semelhança dos casos dos argentinos

Benítez e Conca
Fotos: Vasco / Getty Images

Na última segunda-feira, o Esporte News Mundo deu, com exclusividade, que o meia argentino Martin Benítez pode trocar o Vasco pelo Fluminense e fazer o mesmo “caminho” que o ídolo tricolor Darío Conca. Com isso, o ENM fez um comparativo entre os dois jogadores “hermanos” e buscou as situações semelhantes no contexto. Para um tricolor supersticioso, caso a contratação tenha um desfecho favorável ao time das Laranjeiras, momentos do passado podem se repetir.

Darío Conca chegou ao Vasco por empréstimo de um ano ao River Plate, clube que detinha os direitos federativos do atleta. Ele se destacou em 2005, atuando pela Univesidade Católica, do Chile, durante a Copa Sul-Americana. Na ocasião, o jogador despertou interesse do Fluminense, mas não houve acerto. Antes de se transferir para o Vasco, Conca estava no Rosário Central, da Argentina.

O caso de Benítez também é semelhante. O argentino, de 25 anos, chegou ao Cruz-Maltino por empréstimo do Independiente até o fim do Campeonato Brasileiro. O clube da Colina ainda conseguiu estender o vínculo até o dia 30 de junho, mas a situação pode mudar por conta do alto custo do jogador para a equipe que acabou rebaixada para Série B.

Com a camisa do Vasco, Conca e Benítez não chegaram a fazer muitos gols, porém foram importantes na armação das jogadas e caíram nas graças da torcida. O jogador já aposentado fez 38 partidas e marcou somente três gols. Foram 18 vitórias, oito empates e 13 derrotas. Já o atleta que ainda está em atividade, atuou em 33 jogos com a camisa do Vasco, sendo apenas nove completos, e três gols marcados.

conca
Foto: Divulgação/Fluminense

Chamando atenção do Fluminense, Conca acertou com o Tricolor em 2008. A equipe, que na época era comandada por Renato Gaúcho, confirmou presença na Libertadores após título da Copa do Brasil de 2007. O argentino chegou para reforçar o elenco para a competição sul-americana, onde o clube não chegava há 23 anos na ocasião. Para ter Conca no elenco, o Fluminense contou com o apoio da Unimed, patrocinadora do clube. O presidente da empresa na ocasião, Celso Barros, participou diretamente das negociações,

Com boa participação de Conca na Libertadores, o Fluminense chegou à final da Copa Libertadores, mas perdeu para a LDU, do Equador, nos pênaltis. Apesar do vice da América, ficou no tricolor até 2011, quando se transferiu para o Guangzhou Evergrande, da China. Retornou ao Flu, onde ficou de 2014 até o início de 2015. Porém, uma nova proposta da China tirou o jogador do clube tricolor.

Caso o Fluminense se acerte com o “novo argentino”, Martín Benítez será importante para ajudar o meio-campo da equipe e fundamental na Libertadores em que o Flu ficou de fora por oito anos. Seria mais um estrangeiro no setor. O clube conta com o uruguaio Michel Araújo. Além dele, Nenê, que mesmo brilhando na temporada 2020, precisa ser bem trabalhado com cautela por conta idade. Paulo Henrique Ganso retorna em 2021 após se recuperar de uma cirurgia de apendicite.

Benítez
Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Para qualquer contratação, o presidente Mário Bittencourt já destacou o time irá ter “reforços pontuais” e que não fará loucuras, dentro dos limites do clube. O Fluminense não conta com patrocinadora para fechar com Benítez, mas a disputa pela Libertadores pode despertar o interesse do atleta. Vamos aguardar os próximos capítulos.

Siga o Esporte News Mundo nas redes sociais: 

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top