Automobilismo

Alain Prost pede que Alpine não deixe relação entre Alonso e Ocon ‘degradar’

Prost Alpine
Divulgação / Twitter AlpineF1Team

Conselheiro da Alpine, Alain Prost está de olho na dinâmica entre Fernando Alonso e Estebán Occon. O francês, tetracampeão mundial, alertou que o bom relacionamento entre os dois é crucial para que a equipe consiga pontos nessa temporada.

— A dinâmica e a atmosfera de um time são extremamente importantes para o desempenho, então temos que ser vigilantes para assegurar que não haja uma degradação, primeiramente e mais importante, entre os pilotos — afirmou em entrevista ao jornal Le Figaro.

Prost fala com conhecimento de causa: protagonizou com Ayrton Senna uma das maiores rivalidade da F1, que culminou em duas batidas históricas em Suzuka: a de 1989 deu o título ao francês, enquanto a de 1990, no mesmo circuito, consagrou o Mundial ao brasileiro.

A preocupação, inicialmente, vem da personalidade forte de Alonso. “Um piloto com esse tipo de personalidade automaticamente agrega coisas. Fernando é muito exigente e perfeccionista. Ele é muito exigente. Cabe a nós assimilar”.

Prost conversa com Alonso e Carlos Sainz (pai do piloto espanhol da Ferrari). 9 títulos mundiais na foto (Divulgação / Alpine F1)

Ainda assim, o conselheiro da Alpine acredita que se os dois pilotos trabalharem bem, mesmo com as restrições causadas pela covid-19, então a equipe será capaz de somar pontos importantes já nessa temporada, embora não acredite em vitórias. Para isso, Prost diz que a Alpine já teria realizado modificações para atender Ocon.

— Não podemos esquecer que é a dupla de pilotos que realiza o progresso de um time. Esperamos muito de Esteban. Ele agora conhece a equipe. Mudamos coisas por ele, inclusive seu engenheiro de pista. Tudo foi feito para que ele se sinta confortável – explica.

Prost admite que os pilotos, em geral, realizam “jogos psicológicos”, mas aponta que o normal é que o domínio dentro dos boxes varie ao longo da temporada, com bons e maus momentos para ambos, o que não ocorreu em 2020 entre Ocon e Daniel Riccardo. O australiano terminou o ano 119 pontos, enquanto o francês conseguiu apenas 62.

— O que é certeza é que vamos lutar de corpo e alma para trazer nem que seja um ponto pelo décimo lugar – finalizou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top