Mais Esportes

Além de Nadal, saiba quais tenistas atingiram a marca histórica de 1000 vitórias na carreira

Jimmy Connors - Fox Photos/Getty Images; Martina Navrátilová - Chris Cole/Getty Images

Nesta quarta-feira (4), Rafael Nadal, da Espanha, superou o compatriota Feliciano López, por 2 sets a 1, e se classificou para as oitavas de final do Masters de Paris. Além disso, o número 2 do mundo chegou à milésima vitória em simples profissional. 

Logo depois de vencer o vigésimo Grand Slam da carreira, Nadal se torna o quarto homem que alcança o feito de 1000 vitórias. 

No circuito da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), o recorde de 1274 triunfos pertence ao estadunidense Jimmy Connors, seguido pelo suíço Roger Federer, ainda em atividade, com 1242 vitórias. O tcheco, naturalizado estadunidense, Ivan Lendl, e também ex treinador de Alexander Zverev, encerrou a carreira após vencer 1068 jogos. E o que mais impressiona na trajetória do espanhol é o percentual de aproveitamento. O Rei do saibro perdeu apenas 201 confrontos e, com isso, tem o melhor índice entre os recordistas homens (83,3%). 

Roger Federer
RODGER BOSCH/AFP via Getty Images

Do outro lado, no circuito feminino (WTA), Martina Navrátilová acumula 1442 vitórias e é a grande detentora do recorde, entre homens e mulheres. Em seguida, a estadunidense Chris Evert fica no segundo lugar do pódio, com 1309 vitórias e 18 títulos de Grand Slam em simples. Se o aproveitamento fosse considerado fato número um, Evert seria a recordista geral, uma vez que ganhou 90% das partidas disputadas, contra 86,6% de Navrátilová. 

Chris Evert
Tony Duffy/Getty Images

Considerada como uma das maiores atletas de tênis da história, Serena Williams, número 10 do ranking mundial, tem mais de 840 vitórias em simples e 190 em duplas, e concentra 94 títulos no total. Já Novak Djokovic, atual melhor do mundo, está a menos de 80 vitórias de igualar Rafael Nadal e entrar no seleto grupo de tenistas. 

Siga os perfis do Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top