América-MG

Com classificação histórica no Equador, América-MG repete feito que não acontecia a mais de quinze anos na Libertadores

Foto: Reprodução/América-MG

A noite histórica da última terça-feira (15) ainda está viva na memória do torcedor do América-MG e essa classificação traz consigo um componente histórico muito relevante. Foi apenas a quinta vez que um estreante na Libertadores elimina um semifinalista da edição anterior.

Segundo levantamento do perfil MisterChip, o América foi o quinto clube a eliminar um semifinalista da edição anterior, no caso o Barcelona-EQU, que em 2021 foi eliminado pelo Flamengo, que seria vice-campeão do torneio. Além disso, o Coelho foi o único a conseguir esse feito histórico fora de seus domínios, como visitante.

Veja também: Opinião ENM: Lucas Kal se mostra ponto de equilíbrio no modelo de jogo do América-MG

Veja também: Marquinhos Santos elogia atuação do América-MG em classificação histórica: ‘Mostrou muita personalidade’

Tal feito ainda foi alcançado em outras quatro oportunidades na história da Copa Libertadores. A primeira vez desse acontecimento foi em 1962, com o histórico e lendário Santos de Pelé, que eliminou o Peñarol-URU, time que havia sido não apenas semifinalista, mas campeão da edição de 1961 do torneio continental.

Em 1963, o Boca Juniors-ARG também eliminou o Peñarol-URU, sendo a segunda vez que tal fato acontecia. Mais tarde, em 1968, o Estudiantes-ARG eliminou o Racing-ARG. Já em 2005, há 17 anos atrás, o Tigres-MEX eliminou o Once Caldas-COL, última vez, até então, em que um time estreante derrotava um semifinalista da edição anterior da Libertadores.

Para saber tudo sobre o América-MG, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top