América-MG

Marcus Salum minimiza turbulência em negociações da compra do América-MG: ‘Se preparou para se tornar uma SAF’

Foto: Estevão Germano / América

Após o registro oficial da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do América-MG, a transição do Coelho para ser um clube-empresa pode ficar um pouco mais distante de acontecer. Porque nesta sexta-feira, (7), o clube alviverde oficializou o fim da cláusula de exclusividade nas negociações que tinha com Kapital Football Partners, dos Estados Unidos.

O documento que oficializa o fim da cláusula de exclusividade foi assinado pela figura de seu presidente, Alencar da Silveira Junior. Em um dos trechos, se lê: – As partes informam que continuam em negociações sobre os pontos chave, sem, no entanto, persistir na obrigação da exclusividade contida na Cláusula 4ª da Carta de Intenções.

Em entrevista ao podcast GE América, Marcos Salum, coordenador do projeto clube-empresa do América falou sobre as negociações com o grupo estadunidense e de que maneira serão os próximos passos nesse projeto.

– Nossa negociação, que estava em fase de fechamento, sofreu uma turbulência. Nós vamos continuar conversando, não acabou ainda, é uma possibilidade, mais para menos, do que para mais, disse Salum.

– O América se preparou para se tornar uma SAF, vai registrar todos os atletas na SAF, vai ter 100% das ações, e ele volta para o mercado, seja com o investidor que estamos negociando, seja com outro investidor, completou o dirigente.

Para saber tudo sobre o América-MG, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top