América-MG

Fora do Mineirão, torcedores buscam outras formas de apoiar o América-MG no Clássico das Multidões

Fora do Mineirão, torcedores buscam outras formas de apoiar o América-MG no Clássico das Multidões
Foto: Reprodução/Seita Verde

Apesar de ter formalizado um pedido para contar com a presença de torcedores no jogo contra o Atlético-MG, o América-MG, por ordens da Prefeitura de Belo Horizonte, que proíbe torcedores ‘visitantes’, não terá o alento de sua torcida no Gigante da Pampulha. Contudo, alguns americanos prometem não deixar a equipe desamparada.

Impedidos de irem ao estádio, torcedores do América-MG tem organizado ações para demonstrarem afeto ao elenco. Inicialmente, alguns adeptos, embalados por iniciativas de torcidas uniformizadas, planejam uma calorosa recepção aos atletas alviverdes, que será seguida pela já famosa ‘Rua de Fogo’.

PROIBIÇÃO

Membro da Barra Una, Lucas Prates recebeu o breque à presença dos americanos no Mineirão como “um jogo de cartas marcadas”. Para ele, não faz sentido que, com 100% da capacidade liberada e torcidas da mesma cidade, os torcedores do Coelho não possam assistir a partida do estádio.

FESTA NAS RUAS

Desta forma, parte da torcida irá recorrer a uma possibilidade alternativa: fazer a festa do lado de fora. Diversos americanos preparam uma animada recepção ao plantel, que já foi feita durante a importante campanha na Copa do Brasil de 2020, contra Internacional e Corinthians.

Organizador do evento, Pedro Scoralick, que faz parte da Torcida Seita Verde, define o ato como uma maneira de demonstrar apoio à equipe, e reitera a importância da partida para o América-MG.

– Uma forma de apoiar e incentivar o time, já que não poderemos ir no campo em um jogo tão grande. Que envolve muita coisa: jejum, liderança do returno, chegar mais perto do nosso principal objetivo e sonhar mais com uma competição internacional -, falou.

Divulgação/América

+Atlético-MG x América-MG: prováveis escalações, desfalques, onde assistir e palpites

Nessa mesma toada, Prates confia que a rua de fogo pode ser uma motivação a mais para os jogadores da equipe verde e preta.

– A gente sabe que dá muito certo. Ainda mais saindo ali do hotel, é um energético, uma gana a mais para os jogadores receberem essa motivação. Em busca dos três pontos, da nossa permanência e uma vaga em competição internacional. Quem sabe, já que sonhar não paga, a gente não possa sonhar com uma Libertadores -, comentou.

Como diz o ditado: quem não tem cão, caça com gato. E é assim que os torcedores irão empurrar o América-MG no duelo contra o rival alvinegro. Mesmo fora do estádio, os americanos mostrarão seu amor pelo clube do coração.

.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top