Basquete

Análise: A Nigéria pode surpreender no basquete masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio?

Tóquio Nigéria
Foto: Divulgação Nigéria

A Nigéria certamente foi a maior surpresa entre as seleções de basquete masculino neste período de amistosos antecedendo as Olímpiadas de Tóquio e pode surpreender no torneio. A seleção africana bateu os Estados Unidos de Kevin Durant por 90×87 e venceu a Argentina, também campeã olímpica com facilidade, ganhando por 94×71.

A Seleção Nigeriana, que é comandada por Mike Brown (assistente técnico do Golden State Warriors), tem mostrado um bom basquete e jogado de igual para igual contra potências mundial. Agora com alguns atletas relevantes da NBA, a Nigéria está no Grupo B, com Alemanha, Austrália e Itália. A estreia acontecerá no próximo domingo (25) contra a Seleção Australiana às 05h20, e na sequência enfrentará Alemanha na terça-feira (27) e encerra a fase de grupos contra a Itália no sábado (31).

Nigéria tóquio
Gabe Vincent é esperança para a seleção africana / Foto: Divulgação Nigéria

Dos convocados nigerianos, o mais famoso é Jahlil Okafor, draftado pelo Philadelphia 76ers. Apesar de não ter atingido o nível esperado na liga norte-americana, o pivô foi a 3ª escolha do Draft de 2015 e atualmente atua pelo Detroit Pistons, e pode ser importante numa campanha histórica da seleção africana. Além do pivô, entre os convocados têm outros atletas da NBA, como Gabe Vincent e Precious Achiuwa, do Miami Heat, e Josh Okogie, que desde 2018 é jogador do Minnesota Timberwolves.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

CONVOCADOS

Precious Achiuwa

Kezie Okpala,

Miye Oni

Josh Okogie

Jordan Nwora

Chimezie Metu

Ike Iroegbu

Michael Gbinije

Obi Emegano

Calab Agada

Stanley Okoye

Ekpe Udoh

Chima Moneke

Jahlil Okafor

Gabe Vincent

+ Alex Garcia anuncia aposentadoria da Seleção Brasileira após 21 anos: ‘Palavras são insuficientes para expressar tamanha gratidão’

O time poderia ser ainda mais forte se Bam Adebayo, também do Miami Heat, decidisse defender a Nigéria, o que era possível, pois o pivô é filho de nigeriano, mas decidiu defender a camisa estadunidense.

A Nigéria pode até surpreender no basquete, mas terá que manter um nível muito alto durante toda a competição para chegar ao pódio, pois, seleções como Estados Unidos, Espanha, França e Argentina são grandes favoritas na busca de uma medalha em Tóquio.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top