Copa do Brasil

Análise: Clássico-Rei mostra a competitividade dos times nordestinos

Wellington Paulista marcou o gol de empate do Clássico-Rei

Fortaleza e Ceará fizeram o primeiro confronto pela Copa do Brasil nesta quarta-feira, 02. O empate em 1 a 1 demonstra o equilíbrio desse clássico e que o confronto segue aberto.

No primeiro tempo o Ceará conseguiu abrir o placar logo aos 9 minutos com Cléber. O centroavante do Ceará aproveitou falha do goleiro Felipe Alves para se antecipar e mandar a bola para o fundo das redes. A defesa do Fortaleza acabou dando espaço e condição para o Cléber.

O Ceará a partir deste momento passou a marcar mais e o Fortaleza teve mais posse de bola, mas apresentava dificuldades para penetrar no bloqueio defensivo do time alvinegro. O mérito do Ceará se dava pela marcação dos alas Yago Pikachu e Luiz Henrique do time do Fortaleza. Fernando Sobral e Rick, pelos lados, tinham essa função e executaram muito bem no primeiro tempo. Veja a mais detalhes no vídeo.

No segundo tempo o Ceará buscou ser mais ofensivo nos minutos iniciais, mas a equipe não aproveitou bem as chances criadas. O Fortaleza seguiu em busca do empate, que veio com uma bela cabeçada de Wellington Paulista após cruzamento de Lucas Crispim. O camisa 9 do tricolor do Pici desviou de costas para o gol e a bola bate na trave e em Richard antes de entrar.

As duas equipes ficaram com bastante medo de se arriscarem, mas o Fortaleza estava com mais volume de jogo neste segundo tempo. Entretanto, o confronto segue totalmente aberto. O jogo desta quarta mostra o quanto é equilibrado esse Clássico-Rei inclusive a nível nacional. E este bom jogo, aliado ao interesse das pessoas em assistir, mostra como o futebol nordestino está crescendo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top