Fluminense

Análise: Contra o Atlético-GO, Flu deve enfrentar defesa baixa. Veja como joga rival desta quarta

Instagram / @FluminenseFC
— Continua depois da publicidade —

Na noite desta quarta-feira, (2), Fluminense e Atlético-GO se enfrentam as 19h15, no Maracanã, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor vem de duas vitórias consecutivas no campeonato e ocupa a quarta colocação com 10 pontos. O Dragão, por sua vez, não vive seu melhor momento. O time de Vágner Mancini ocupa a lanterna do Brasileirão, vindo de três derrotas seguidas e soma apenas 4 pontos.

Novidades no Dragão:

O Atlético-GO vem com algumas mudanças para enfrentar o Fluminense. Dos onze titulares contra o Ceará, na última rodada, cinco não devem iniciar a partida no Maracanã.

A primeira delas, na lateral direita. Dudu, que vinha sendo o titular, deve ser barrado no jogo desta quarta. O provável substituto na posição é Moacir, volante de origem, mas pode atuar de lateral. Chico e Janderson também poderão ser novidades nos lugares de Everton Felipe e Hyuri.

De acordo com o clube, Jorginho foi vetado pelo departamento médico e também não joga. O provável substituto na posição é Matheus Frizzo, um pouco mais adiantado. Willian Maranhão é mais um que ganha vaga no meio de campo. Mas desta vez, no lugar de Marllon Freitas, expulso na última partida.

Por outro lado, Renato Kayzer, artilheiro do Dragão na temporada, volta de lesão e vira opção no banco.

Matheuzinho que, assim como Chico e Janderson, vinha bem do banco e deve ganhar mais espaço na partida de logo mais.

 Provável time do Atlético-GO: Jean, Moacir, Éder, Gilvan, Nicolas; Edson, William Maranhão, Matheus Frizzo; Chico, Janderson e Gustavo Ferrareis (Kayzer).

Principais pontos do Atlético-GO:

O time de Vágner Mancini não joga com a linha alta. Ou seja, a saída de bola do Fluminense com Dodi e Hudson pode ser um dos pontos de destaque na partida de hoje pelo lado tricolor.

O goleiro Jean, ex-São Paulo e Bahia, é um dos líderes deste elenco. Além de defesas difíceis, o arqueiro também vem se arriscando como cobrador de faltas.  

Nas laterais, o lado de maior vulnerabilidade do Dragão é pela direita, onde Marcos Paulo se cruzará com Moacir, novidade no elenco rubro-negro. Em contrapartida, a esquerda é o lado mais estável. Nicolas vem dando conta na parte defensiva, apoia bem e é o responsável por parte das bolas paradas.

Provavelmente o Atlético entrará em campo mais reativo, com pouca posse de bola e abusando dos contra-ataques puxados por Janderson, pelos extremos.

No ataque, a novidade e esperança rubro-negra é a volta de Renato Kayzer. Já são 10 jogos nesta temporada com 7 gols marcados. Nino e Digão precisam ficar de olho nele, mesmo que não jogue os noventa minutos.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo