Campeonato Brasileiro

Análise: Lentidão no meio-campo atrapalha Santos a vencer partidas

Santos tem dificuldade nas partidas em que o adversário não busca o jogo
Meio-campo do Santos não funcionou no confronto contra o Sport

O Santos empatou mais uma partida do Campeonato Brasileiro. O 0 a 0 diante do Sport foi o segundo empate da equipe na competição, em sete jogos. O que deixa o alvinegro com 11 pontos, a seis do Bragantino, líder o torneio.

O Peixe foi muito superior ao Sport. Os pernambucanos abriram mão de jogar. Preferiram ficar na retranca e explorar os contra-ataques. Mesmo com uma postura mais defensiva, o time visitante deixava muitos espaços na faixa central da intermediária ofensiva. O Santos não soube aproveitar as brechas.

O Sport também foi uma equipe que não conseguia criar contra-ataques. Ao invés da bola ir para Neilton e Everaldo, jogadores de velocidade para fazerem a transição ofesiva, a bola caia nos pés de André Balada e Thiago Neves. Atletas lentos que foram facilmente marcados. Veja mais detalhes no vídeo!

Nem mesmo a entrada de Sánchez deu uma dinâmica diferente para o time. Por mais que o camisa 7 encontrasse espaços pela intermediária (espaços estes que o Sport deixou o jogo todo), a bola não chegava com qualidade para armar o time.

Na beira do gramado, Fernando Diniz esgoelava pedindo movimentação. Mas, em campo, isso não aconteceu. No vídeo abaixo, explicamos mais detalhes sobre o jogo e como que a movimentação é chave para que o Santos vença adversários tecnicamente mais fracos.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top