Campeonato Brasileiro

Análise: São Paulo perde para si mesmo, mais uma vez

São Paulo tem seu pior ataque do Brasileirão nas primeiras quatro rodadas desde 2008
Frustração é a palavra que define o início de Campeonato Brasileiro do São Paulo

O São Paulo perde para si mesmo. Pode parecer estranho, mas é isso que ocorre com o tricolor neste início de Campeonato Brasileiro. Diante da Chapecoense, Hernán Crespo manteve o desenho tático do 3-5-2, mas com uma postura bastante ofensiva.

Inovou ao colocar Igor Vinícius e Reinaldo como zagueiros, e abrir Rigoni e Rojas pelos lados do campo. No meio, Liziero dava suporte defensivo, principalmente pelo lado esquerdo, e Nestor e Sara ajudavam na transição da bola da defesa para o ataque. Detalhes da análise tática no vídeo abaixo!

Mesmo com as mudanças, o São Paulo conseguiu se impor. E ia bem até que Nestor foi expulso. Injusto ou não, o cartão vermelho foi um fato. E através dele, todo o jogo mudou. O tricolor teve que recuar, fechou as linhas e deu espaço para a Chapecoense. Não sou ter controle da partida para levar os três pontos.

E o empate ainda foi lucro. No fim da partida, os catarinenses tiveram a chance de virar o jogo. Em suma, o São Paulo tem que agradecer pelo ponto conquistado.

O que fica de lição dessa partida? Que o time precisa trabalhar o psicológico. Não é normal um jogador ser expulso de maneira infantil como Nestor foi. E times que brigam pelo título precisam ter cabeça para aguentar as adversidades. Mesmo com um a menos, o time paulista é imensamente superior ao da Chape.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top