Campeonato Brasileiro

Análise: Vitória do Flamengo já teve dedo de Renato Gaúcho?

Renato Gaúcho - Flamengo

O Flamengo recebeu a Chapecoense, no Maracanã, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. E conseguiu uma suada vitória, de virada, por 2 a 1.

Renato Gaúcho, novo técnico da equipe, ainda não foi a campo. Mas assistiu ao confronto das arquibancadas do Maracanã. Mesmo assim, dentro de campo, já se viu algumas características que devem nortear o trabalho do treinador.

O time jogou mais próximo de um 4-3-3 característico de Renato nos últimos anos de Grêmio. Arrascaeta mais centralizado, como armador. Everton Ribeiro pela direita e um mais aberto pela esquerda, no caso Rodrigo Muniz.

Outro ponto interessante foi o retorno de Willian Arão na função de volante, ao lado de Thiago Maia. A dupla de zaga foi formada por dois zagueiros, como também era de se imaginar.

Com a bola rolando, o desenho tático foi mais perceptível, inclusive nas modificações. Michael entrou bem aberto pela esquerda, como deve ser a partir de agora com Renato. No caso, o titular será Bruno Henrique, que se recupera de lesão.

Arrascaeta e Everton Ribeiro jogarão mais próximos, o que potencializa a qualidade técnica da dupla. A questão é que o time passa a ser mais dependente do uruguaio, que tem como característica ser irregular ao longo dos 90 minutos. A ver como será essa sequência.

Por fim, interessante a utilização de Filipe Luís como um lateral construtor. Chegou bem à frente, caindo até pela direita em alguns lances de bola parada. Parece que Renato irá usar a polivalência do camisa 16 para ajudar na construção ofensiva da equipe.

Pelo lado defensivo, pouco se viu. A Chape entrou para jogar por uma bola. Mais detalhes sobre as características táticas desse jogo e como Renato já deixou suas digitais no Flamengo, no vídeo abaixo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top