Fluminense

André elogia filosofia de Diniz e revela função preferida de atuar: ‘Minha posição é primeiro volante’

Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC

Peça incontestável no Fluminense desde que assumiu a titularidade em 2021, o volante André concedeu entrevista ao “Tá na Área”, do SporTV, e teceu elogios ao treinador Fernando Diniz. Além disso, o cria de Xerém revelou sua preferência pela posição de primeiro volante, função diferente da que foi escalado na vitória contra o Vila Nova.

Há pouco mais de uma semana no cargo e já tendo disputado três jogos no comando do Fluminense, Fernando Diniz está agradando o elenco tricolor. Segundo André, o lado humano do treinador é um diferencial de seu trabalho.

– O Diniz é um cara muito especial. Além de ser um cara muito inteligente taticamente, ele se preocupa primeiramente com o jogador como ser humano. Ele já chegou falando que ia dar carinho para todo mundo. Não que o Abel (Braga) não desse, mas ele prioriza muito esse lado para que o jogador fique bem. Ele chegou no meio de jogos importantes, não deu tempo de treinar, mas mesmo assim conseguimos nos impor pelo espírito de equipe. Não fizemos uma boa partida tecnicamente, mas o espírito de equipe está prevalecendo nos últimos jogos e, com o passar do tempo, a ideia de jogo dele vai se encaixando. Ele é um treinador que dispensa comentários, todos os times por onde ele passou conseguem jogar. Com o nosso espírito de equipe e força de vontade somados às ideias dele, creio que a gente possa fazer uma ótima temporada – declarou.

O volante de 20 anos ainda revelou alguns pedidos que Diniz tem feito para ele atuando no meio de campo. Na visão de André, o estilo de jogo do treinador beneficia o plantel do Tricolor.

– O que ele pede para mim é tocar bastante na bola, movimentar muito, sempre olhar para frente e dar dinâmica ao jogo, independente se eu jogar de primeiro ou de segundo (volante). A gente está começando a se adaptar às mudanças, de querer a bola o tempo todo, estar atacando. Isso, consequentemente, oferece menos riscos de a gente sofrer atrás. Essa maneira de jogar favorece o nosso elenco, que tem uma qualidade absurda, principalmente do meio para frente. É um cara que veio para somar e está nos ajudando muito. Tem tudo para dar certo – disse.

Eleito jogador revelação da última edição do Campeonato Brasileiro, André se destacou atuando como primeiro homem de meio campo. No entanto, na partida contra o Vila Nova, o camisa 7 foi escalado como segundo volante, função na qual ele já mostrou em outras ocasiões não ter o mesmo desempenho. A decisão de Fernando Diniz pode ter sido tomada pensando no retorno de Felipe Melo, que se recupera de lesão e deve atuar como volante com o treinador. 

André revelou sua preferência em jogar como primeiro volante, mas se colocou à disposição para atuar em qualquer função:

– A minha posição mesmo é a de primeiro volante. É onde estou mais adaptado, desde a base foram anos e anos jogando ali. Não vejo problema algum em jogar de segundo volante. Jogar ao lado do Wellington, um cara que dá bastante experiência, orienta muito, o mesmo caso do Felipe Melo. São os caras que mais falam comigo. Não tem essa de escolher. Todo jogador se sente melhor jogando em uma posição, mas vou me doar ao máximo onde me botarem para jogar.

Um dos pilares da equipe e muito querido pela torcida, André acumula ótimas atuações desde que subiu ao time principal do Tricolor e tem a regularidade como uma de suas principais virtudes. Apesar disso, o volante declarou que a função que desempenha é complexa e que a preparação foi muito importante para sua ascensão.

– Eu jogo numa posição muito difícil. Ainda mais para nós que subimos da base, é uma responsabilidade ainda maior, porque é um espaço do campo onde a gente tem que pensar muito rápido, dar dinâmica ao jogo, defender bem e atacar bem. É muito treinamento, assisto muitos vídeos, tenho um staff que me ajuda bastante. Com isso, a qualidade vai se sobressaindo e as coisas vão acontecendo naturalmente. Quando a gente tem uma sequência de jogos, a gente vai se sentindo mais à vontade. Foi o que aconteceu comigo. Fiz minha parte e fui trabalhando até chegar minha oportunidade – finalizou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

O próximo jogo de André e do Fluminense é contra o Athletico, no sábado (14), às 21h30, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. A partida é válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top