Automobilismo

Lewis Hamilton faz corrida perfeita e vence o GP de São Paulo; Verstappen é segundo

GP de São Paulo de Fórmula 1
Divulgação: Fórmula 1

De tirar o fôlego. O GP de São Paulo deste domingo (14) foi a síntese perfeita da temporada: Lewis Hamilton e Max Verstappen levando seus carros ao limite em busca da vitória. Interlagos pode não ter entregado um título como em outros anos, mas deixou tudo em aberto para as três últimas provas.

Hamilton superou todas as adversidades possíveis e fez um final de semana perfeito para vencer no Brasil. Sem dúvida, uma das melhores provas do inglês na carreira. Já Verstappen mostrou maturidade com uma largada brilhante, segurando o heptacampeão até onde foi possível. Valtteri Bottas fechou o pódio.

Com os resultados em Interlagos, Verstappen ainda lidera o campeonato com 332,5 pontos, mas Hamilton agora soma 318,5 pontos – 14 de diferença.

LARGADA DOS SONHOS
Verstappen não poderia pedir início melhor: ultrapassou Bottas já no fim da reta dos boxes e viu Checo Pérez se livrar de Carlos Sainz e do próprio finlandês, servindo de escudo. Mais atrás, Hamilton também cumpria seu plano, não perdendo tempo no meio do grid.

O inglês conseguiu uma proeza: superou duas punições (uma que o jogou para o fim do grid da sprint race) e ainda assim atingiu a terceira posição com menos de um terço de prova, pronto para brigar com as duas Red Bulls.

Na volta seis, Tsunoda tocou em uma Aston Martin e perdeu a asa traseira. Assim, o Safety Car foi acionado para permitir a limpeza da pista e colocou mais pimenta na briga entre os três primeiros colocados.

SHOW DE ULTRAPASSAGENS
A tensão na relargada era perceptível. Verstappen conseguiu abrir espaço e Pérez foi competente para atrapalhar a vida de Hamilton, impedindo que o inglês se posicionasse para atacar.

Mick Schumacher esfriou os ânimos, tocando em uma Alfa Romeo e também perdendo pedaços da asa frontal e acionando o Safety Car Virtual. Com a pista liberada, Hamilton iniciou a perseguição ao mexicano.

Na volta 18, um show para levantar público em Interlagos: Hamilton ultrapassou Pérez pelo lado de fora da Curva 1, e o mexicano devolveu logo na sequência, retomando a segunda colocação. Na volta seguinte, nova tentativa do inglês, que dessa vez sustentou a vice-liderança.

Fórmula 1
Divulgação: Fórmula 1

CAÇA A VERSTAPPEN
A briga pela vitória começou nas paradas para troca de pneu. Hamilton reduziu a distância de 3,5s para 1,5s após o pit-stop. Os dois pilotos optaram pelo pneu faixa branca, mais duro.

O holandês se manteve bastante consistente na pilotagem, evitando a aproximação do rival. O piloto da Mercedes não conseguia reduzir a distância para permitir a abertura da asa móvel.

A ultrapassagem só aconteceu quando a Red Bull chamou Max aos boxes pela segunda vez. Na Mercedes, o dilema era repetir o movimento dos austríacos ou manter Hamilton na pista mais tempo. Optou pela troca e a distância aumentou para a casa de dois segundos.

Coube a Hamilton forçar novamente a aproximação. E ela ocorreu na volta 49: Hamilton usou o DRS, abriu e emparelhou com Verstappen. Os dois dividiram a curva e chegaram a sair do traçado. Milagrosamente, o holandês manteve a liderança.

Na volta 51, sem chance de defesa: Hamilton aproximou no S do Senna e ultrapassou na reta oposta. O inglês conseguiu abrir distância para não mais ser alcançado.

Assim, Hamilton recebeu a bandeira quadriculada com mais de 10 segundos de vantagem. Na sequência, o inglês encostou o carro e recebeu uma bandeira do Brasil, repetindo o famoso gesto de Ayrton Senna.

A F1 volta para a pista em 21 de novembro, no GP do Catar.

Confira como foi a transmissão em tempo real do Esporte News Mundo para o GP de São Paulo de Fórmula 1, 19ª etapa do Circuito Mundial.

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR MAIS DESTE TEMPO REAL

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top