Automobilismo

Max Verstappen ataca na largada, controla corrida difícil e vence GP da Emilia-Romagna

Max Verstappen conquistou a 11ª vitória da carreira (Créditos: Photo by Mark Sutton Sutton Images via Imago Images)
Max Verstappen conquistou a 11ª vitória da carreira (Créditos: Photo by Mark Sutton Sutton Images via Imago Images)

Foi no pulo do gato. Max Verstappen conquistou o GP da Emília-Romagna de Fórmula 1, em Ímola, confiando no braço, na manhã deste domingo (18). O holandês não perdeu tempo e partiu pra cima de Sergio Perez e Lewis Hamilton logo na largada, chegando a tocar na Mercedes, que perdeu um pedaço pequeno da asa. Assumiu a liderança para não mais perder.

A pista estava difícil de guiar, escorregadia. A chuva que caiu horas antes do início da prova bagunçou as estratégias. Com muitos acidentes, o pódio também teve Lewis Hamilton (Mercedes) e Lando Norris (McLaren).

Muita gente rodou ou saiu do traçado já na primeira volta. Latifi não conseguiu segurar a Williams e bateu no muro, causando o primeiro Safety Car da prova. Outro que bateu foi Schumacher, que, mesmo com o carro de segurança na pista, rodou e carimbou o muro.

Depois de uma largada alucinante, os pilotos se acalmaram principalmente para tentar manter os carros na pista e esperar o asfalto secar. Quem se deu mal foi Sergio Perez, punido em 10 segundos parado nos boxes depois de ultrapassar dois carros quando o SC estava na pista – ele tentou retomar posição perdidas depois de um passeio na brita.

MERCEDES SE COMPLICAM

Verstappen manteve a liderança após a primeira parada. Os dois pilotos colocaram pneus slick, mas a Mercedes perdeu tempo na troca do dianteiro direito. E isso nem seria o pior. Tentando passar retardatários, Hamilton escorregou e foi parar na brita. Por sorte, conseguiu voltar.

Valtteri Bottas teve ainda mais azar. Ficou lado a lado com George Russell e os dois carros se tocaram em alta velocidade. O acidente causou bandeira vermelha pela quantidade de destroços na pista.

Momento do toque entre Russell e Bottas (Créditos: Reprodução/F1 TV)

Ao sair do carro, Russell foi até Bottas para, aparentemente, tirar satisfação sobre o ocorrido – as imagens mostram até um leve tapa do inglês no capacete do piloto da Mercedes. A conversa pelo rádio mostra que nenhum dos pilotos quis assumir a culpa pela batida, ficando ambos bem revoltados um com o outro.

Na relargada, Max Verstappen manteve a ponta, mas Norris atacou e passou Leclerc para assumir a segunda posição.

Hamilton conseguiu reduzir o prejuízo, escalando posições. Travou uma bela batalha contra as Ferrari de Sainz e Leclerc e com a McLaren de Norris para terminar em uma incrível segunda posição.

Com os resultados em Ímola, Lewis Hamilton manteve a liderança do Mundial, mas está a apenas um ponto de Max Verstappen: 44 a 43.

A próxima corrida acontece em Portimão, Portugal, no dia 2 de maio, com largada prevista para as 11h.

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR MAIS DESTE TEMPO REAL

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top