Campeonato Brasileiro

Em jogo fraco e com expulsão, Internacional e Cuiabá empatam no Beira-Rio

AssCom Dourado/Cuiabá

Na noite deste sábado (31), Internacional e Cuiabá se enfrentaram no Beira-Rio. O duelo colocou frente a frente dois adversários em má fase e que brigam para tentar se afastar da zona de rebaixamento do Brasileirão. Essa pressão sobre o Colorado e o Dourado acabou prejudicando o desenrolar da partida, que terminou em 0 a 0 e com a expulsão de Moisés.

Com o resultado, o Internacional seguiu na 14ª colocação, agora com 15 pontos. O Colorado, agora, vai ao Rio de Janeiro, enfrentar o Flamengo, no domingo (8), tentando evitar uma queda para a zona de rebaixamento. O Cuiabá, por sua vez, permaneceu na 15ª colocação, com 13 pontos. Na próxima rodada, o Dourado recebe o Bahia, na Arena Pantanal, no sábado (7), para evitar uma entrada no Z-4.

Para saber tudo do Campeonato Brasileiro siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!

Primeiro tempo de pouca criação

O Cuiabá tomou as rédeas do jogo desde o início. Com jogadas de Clayson pelo lado esquerdo, o clube mato-grossense chegou com perigo. O goleiro Colorado Daniel apareceu com intervenções seguras. O Internacional, por sua vez, teve apenas uma chegada mais perigosa, com Palacios aos 34 minutos. O goleiro Walter salvou o chute do chileno.

Segundo tempo de superioridade do Cuiabá e expulsão

Se o primeiro tempo do Internacional já não havia sido bom, o segundo foi terrível. Com isso, o Dourado foi melhor e criou as melhores chances. Jenison e Pepê tiveram finalizações que tiraram tinta da trave de Daniel. Porém, foi com Osman a melhor chance do Cuiabá. Em velocidade, o atacante finalizou para defesa sensacional de Daniel. No final, após choque entre Vini Mello e Paulão, Moisés foi expulso por reclamação. Com um a mais, o Cuiabá chegou a ter mais uma chance clara no final, mas não conseguiu converter. Após isso, o árbitro apitou o final de jogo, 0 a 0 em mais uma atuação ruim do Internacional.

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR MAIS DESTE TEMPO REAL
Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top