Campeonato Brasileiro

No último lance, Internacional vira contra o Grêmio, quebra jejum e dispara na liderança

(Ricardo Duarte / S.C. Internacional)

Quem não sente emoção vendo um GreNal, certamente não é um amante do futebol. E neste domingo, no clássico de número 429, a maior rivalidade do Sul do Brasil entregou um daqueles jogos para ficarem marcados na memória. O Inter, após estar perdendo até os 40′ do segundo tempo, virou e venceu o Grêmio por 2 a 1, no Beira- Rio, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

E foi uma vitória para quebrar paradigmas e tabus, além de reafirmar que o Internacional não é só postulante ao título, como se tornou o favorito. Após 12 jogos sem vencer o Grêmio, o Colorado quebrou o jejum contra o maior rival e ainda enfileirou a 8ª vitória seguida no Brasileirão. Abel Hernández e Edenilson, no último lance da partida, foram os responsáveis por mais um triunfo dos comandados de Abel Braga.

Já pelo lado do Grêmio, Jean Pyerre deu o gostinho de esperança para torcida tricolor ao abrir o placar, mas a dura realidade é que a equipe de Renato Gaúcho praticamente dá adeus ao sonho do título do Brasileirão e volta suas atenções para final da Copa do Brasil como conquista possível na temporada.

Com os três pontos conquistados, o Internacional chega a 62 e abre quatro de vantagem em relação ao vice líder São Paulo. No próximo domingo, o Colorado volta a campo e terá pela frente o Red Bull Bragantino, no Beira-Rio.

Enquanto o Grêmio fica estacionado na sexta posição com 51 pontos e a 11 do líder Internacional. Na quinta-feira, o Tricolor terá pela frente o Flamengo, em jogo atrasado da 23ª rodada, na Arena, em Porto Alegre.

PRIMEIRA ETAPA COLORADA

O jogo começou parelho, com ambas equipes dividindo a posse de bola quase que igualmente (52% do Grêmio x 48% do Inter). Só que, com um futebol mais direto e veloz, as melhores chances foram coloradas. Logo no início, Praxedes finalizou livre, da marca penal, para defesa de Vanderlei. E depois Yuri Alberto, na pequena área, finalizou forte, a bola desviou no goleiro gremista e carimbou o travessão. Além disso, em outros lances, a defesa tricolor precisou afastar a bola de dentro da área.

TUDO PARECIA PERDIDO

Quando o Grêmio abriu o placar, já aos 30 minutos da etapa final, o Inter murchou. Sem forças, dava amostras de que não conseguiria reverter o tento anotado por Jean Pyerre. Porém, um cruzamento despretensioso de Cuesta parou na cabeça de Abel Hernández, que empatou. Com a confiança renovada, o colorado partiu para cima e então, aos 49 minutos, Abel Hernández cabeceou em gol e a bola bateu no braço de Kannemann, pênalti. Com tranquilidade, Edenilson deslocou Vanderlei e garantiu a vitória colorada

QUEBRA DE TABU COM COINCIDÊNCIA

O Inter não vencia o Grêmio desde 2018. Nesse período, foram onze jogos de pressão. Por causa disso, o time sentia muito o psicológico nos clássicos. Hoje, por exemplo, quando sofreu o gol, parecia que iria novamente desistir, mas isso não ocorreu. E, coincidentemente, foi Edenilson a garantir o triunfo, assim como havia sido dois anos atrás. Méritos do volante, que garantiu os três pontos com muita tranquilidade.

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR MAIS DESTE TEMPO REAL

Para saber tudo do Campeonato Brasileiro, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top