Campeonato Gaúcho

Com gol de Guilherme Pato, time de garotos do Internacional vence o Juventude na estreia do Campeonato Gaúcho

Ricardo Duarte/Internacional

Internacional e Juventude se enfrentaram pela 1a rodada do Gauchão. No clássico JuveNal, o colorado, com time alternativo e repleto de garotos, saiu vencedor, por 1 a 0, e arrancou bem no estadual. O gol vermelho foi anotado por Guilherme Pato e o goleiro Daniel garantiu a vitória com belas defesas.

O Internacional, que larga em vantagem no estadual, volta a campo pelo torneio na próxima quinta-feira (04), contra o Pelotas, na Boca do Lobo. Já o Juventude, que segue animado pelo retorno à primeira divisão nacional, mesmo com a derrota de hoje, recebe o São Luiz, de Ijuí, também na quinta-feira. O confronto, porém, ainda não tem local definido, por conta de medidas restritivas contra a Covid-19 na cidade de Caxias do Sul e de uma reforma no gramado do Alfredo Jaconi.

PRIMEIRA ETAPA DE CORRERIA

Com um time repleto de garotos, a maioria abaixo dos 20 anos – por conta de férias para o elenco principal – o Internacional apostou na velocidade e pressão nos minutos iniciais. Com imposição física, o colorado acuou o Juventude no campo de defesa e rapidamente abriu o placar. O gol, de Guilherme Pato, mostrou aquilo que Fábio Matías queria: controle da bola no meio de campo e aceleração pelo lado. Além disso, o lançamento de Johnny foi perfeito e deixou Pato livre para finalizar forte e cruzado. Depois do gol, o time vermelho diminuiu o ritmo e permitiu ao Juventude crescer no campo ofensivo, mas conseguiu segurar o marcador.

GOLEIRO TEM QUE TER SORTE

Na etapa final, o Internacional cansou. Além disso, a experiência dos atletas do Juventude começou a fazer diferença. Porém, graças ao goleiro Daniel, e a tentos perdidos por Matheuzinho, o colorado saiu vitorioso. Em um mesmo lance, o arqueiro salvou duas finalizações, a queima roupa, do meio campista do Papo, sendo a segunda caído no chão. Depois, no último minuto, o atleta do Juventude apareceu livre para marcar, mas finalizou na trave. Após o duelo, Daniel brincou que goleiro tem sorte, “mas isso está alinhado a trabalho também”.

LINHAS ALTAS E RISCO DE BOLA NAS COSTAS

Durante os 90 minutos, o Internacional tentou se impor fisicamente. Em uma espécie de 4-1-4-1, Fábio Matías adiantou a defesa para encurralar o Juventude. A estratégia deu certo até certo momento do primeiro tempo, mas então, talvez por cansaço, a defesa começou a ver os adversários passando em velocidade. Leo Borges, um dos atletas do profissional que foram escolhidos para auxiliar os garotos, foi quem mais sofreu com bola nas costas, vendo Yago perder pelo menos dois gols pelo lado esquerdo da zaga, aonde ele deveria estar. Depois, na etapa final, o problema mudou para a bola aérea, mas o time conseguiu os três pontos.

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR MAIS DESTE TEMPO REAL

Para saber tudo do Campeonato Gaúcho, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top