Athletico

Athletico perde para o Peñarol e se classifica em segundo para as oitavas da Libertadores

Foto: RAUL MARTINEZ/POOL/AFP - Getty Images

RESUMO

Em um jogo de viradas, o Peñarol venceu o Athletico por 3 a 2 pela sexta rodada da fase de grupos da Libertadores. A partida foi nesta terça-feira, no estádio Campeón del Siglo, em Montevideú. Por conta da vitória do Jorge Wilstermann sobre o Colo-Colo, no outro jogo do grupo, o Furacão se classifica em segundo para as oitavas de final da competição. O Peñarol, mesmo com a vitória, não consegue a classificação e dá adeus à Copa.

Primeiro tempo

O Peñarol já abriu o placar aos 2′ do primeiro tempo, com Formiliano. O gol veio após cobrança de escanteio: a bola ficou viva na área, o começou uma nova jogada e a bola sobrou pra ele mesmo mandar para a rede. O jogo seguiu sem muitas emoções: o Athletico sofria com a marcação alta dos uruguaios, e não conseguia criar jogadas de ataque. O Peñarol só não aproveitou porque o time também estava mal, com muitos erros de passe. Mas o Furacão melhorou após os 30′. Aos 35′, Nikão recebeu um belo cruzamento de Fabinho, dominou e tocou para Lucho, que completou para o gol. Os jogadores empolgaram e seguiram pressionando, até que aos 45′ um erro deu a virada para o Athletico: Gargano foi dominar mas entregou a bola nos pés de Richard, que mandou um golaço de fora da área. Peñarol 1 x 2 Athletico.

Segundo tempo

A segunda etapa mudou de panorama. Com a vantagem, o Athletico não voltou com a mesma vontade dos últimos 15 minutos do primeiro tempo e não criou, dando quase nada de trabalho para o goleiro Dawson. A equipe do Peñarol seguia jogando mal, mas com vontade – mesmo com a posse de bola do Furacão, eram os uruguaios que tinham as melhores chances. Aos 17′, novamente após cobrança de escanteio, a bola desviou e Kagelmacher apareceu sozinho para empatar o jogo. O jogo seguiu com um Athletico sem assustar e um Peñarol com vontade e brigando pela bola. Aos 35′, virada do Peñarol: Giovanni González cruzou para o cabeceio de Britos, que tinha acabado de entrar na partida. Nos minutos finais, o Athletico não conseguiu reverter.

RESULTADO AMARGO PARA AS DUAS EQUIPES

Na quinta rodada, contra o Wilstermann, o Athletico já havia desperdiçado a chance de se classificar em primeiro no grupo. Apesar do time já ter entrado com uma equipe reserva, a derrota após uma virada deixa claro os problemas que o clube vem enfrentando. No Brasileirão, o Furacão está na zona de rebaixamento, e agora chega a sete jogos sem vencer.

O Peñarol, um dos times mais tradicionais da América, não se classifica para as oitavas desde 2011, e novamente expõe o momento ruim do clube, que já dura anos. O time ganhou as duas últimas partidas da fase de grupos, na raça, mas não compensou os resultados anteriores.

CATIMBA URUGUAIA

Especialmente após estarem mais uma vez na frente do placar, os jogadores do Peñarol abusaram da catimba. O ápice foi quando o técnico Mario Saralegui foi expulso após levar o segundo amarelo por reclamação. O professor saiu empurrando o quarto árbitro e ganhou uns bons minutos.

Unable to load Tweets

Para saber tudo sobre a Libertadores, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top