Campeonato Brasileiro - Série B

Após anúncio de greve, funcionários do Cruzeiro começam a receber atrasados e cancelam paralisação

Bandeira Cruzeiro Foto: Rodolfo Rodrigues/Cruzeiro
Foto: Rodolfo Rodrigues/Cruzeiro

O Cruzeiro deu início ao processo de pagamento dos salários atrasados nesta sexta-feira (22). E os primeiros a receberem foram os funcionários da Raposa que trabalham na Sede Campestre, uma das sedes sociais celestes, que receberam o equivalente a uma folha salarial. Assim sendo, conforme prometido anteriormente pelo clube, os valores estão sendo pagos de forma gradativa, à medida que acordos com possíveis investidores estão sendo feitos.  

A informação foi inicialmente divulgada pelo setorista Adroaldo Leal, da Rádio 98, em suas redes sociais, e confirmada em apuração pelo Esporte News Mundo

O pagamento ocorreu um dia após o anúncio de greve pelos funcionários das sedes sociais do Cruzeiro. Isso porque, nessa quinta-feira, os profissionais do clube declararam que estavam sem receber há alguns meses e em uma situação insustentável, em que alguns dos funcionários não tinham “nem ovo na marmita para comer”. 

– É muito revoltante nós funcionários sem salário e o presidente Sérgio Santos fazendo churrasco a noite toda dentro do clube. Ele, conselheiros e diretores comendo churrasco enquanto muitos dos funcionários não têm nem um ovo para levar na marmita. E não nos ajudam. Ajuda só recebemos de terceiro, do Cruzeiro mesmo, nenhuma –, disse fonte ligada ao clube em contato com o ENM

Os funcionários das sedes sociais anunciaram greve com início neste sábado (23), com duração de três dias. Porém, em reunião com a diretoria do clube, ficou acordado que se o pagamento de uma folha salarial fosse feito nesta sexta-feira, a paralisação estaria cancelada, o que de fato foi feito. Agora, a nova exigência é que os demais atrasados sejam quitados até o quinto dia útil de novembro. 

– Eles terão até quinto dia útil do próximo mês de novembro para quitar todos os atrasados, e se isso não acontecer, independentemente do valor depositado iremos parar definitivamente. Não estamos exigindo nada mais do que é nosso, do que trabalhamos, do que é nosso por direito –, afirmam. 

Recentemente, os jogadores do elenco profissional e Sub-20 do Cruzeiro também fizeram um protesto em razão dos salários atrasados, paralisando os treinos por três dias. Agora, já de volta às atividades, os cruzeirenses enfrentam o Avaí nesta sexta-feira, às 21h30, na Ressacada, pela Série B do Campeonato Brasileiro. 

Saiba mais sobre o duelo entre Avaí e Cruzeiro em: Sem Luxemburgo, Cruzeiro enfrenta o Avaí em busca de alcançar ‘top 10’ pela primeira vez nesta Série B

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top