Guarani

Após atrasos, Bidu se apresenta ao Guarani para a pré-temporada

Bidu inicia Paulista sob críticas, mas segue como titular absoluto no Guarani
Foto: Thomaz Marostegan/Guarani

Depois de ter se atrasado três dias, o lateral-esquerdo Bidu, por fim, se apresentou no Brinco de Ouro da Princesa para a preparação da temporada de 2022. Com a demora gerando dúvidas sobre o seu futuro, o atleta registrou a sua presença por meio de suas redes sociais.

A apresentação do jogador estava marcada para a última terça-feira (4), mas ele não apareceu (o elenco havia iniciado os trabalhos na segunda-feira, dia 3). A ausência do lateral se repetiu na quarta e também na quinta-feira, ação que causou incômodos e apreensão dentro do Guarani. O alviverde campineiro, por sua vez, se manifestou sobre o episódio por meio de uma nota oficial.

“O Guarani Futebol Clube informa que o lateral-esquerdo Bidú se reapresentou nesta sexta-feira (7). O assunto será tratado de forma interna”, informou.

+Guarani vence Vila Nova-GO e fica a um empate da classificação na Copinha

Para saber tudo sobre o GUARANIsiga o perfil do Esporte News Mundo no Twitter, InstagramFacebook e Youtube.

Bidu possui contrato com o Bugre até 15 de março de 2023, havendo uma multa rescisória de R$ 10 milhões para o mercado interno. Os direitos econômicos do atleta são divididos entre Guarani, com 60%, e Magnum, com 40%.

No Brinco de Ouro, o jogador é avaliado como o maior potencial de valor de mercado, isto é, de gerar caixa e melhorar as finanças do clube. Segundo o presidente do Guarani, Ricardo Moisés, em coletiva realizada no mês de dezembro, o lateral recebeu sondagens de times da Série A do Campeonato Brasileiro e também de equipes do exterior.

+Guarani define a contratação do zagueiro Ernando, ex-Vasco

Aos 22 anos, o atleta já foi alvo de sondagens do Santos e Cruzeiro em 2020. No ano passado, o lateral registrou a melhor temporada da carreira no quesito ofensivo, tendo disputado 45 jogos, com quatro gols feitos e cinco assistências realizadas.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top