Atlético-GO

Eduardo Souza valoriza desempenho do Atlético-GO após empate com um a menos; Adson descarta técnico estrangeiro

Foto: Heber Gomes/Atlético-GO
— Continua depois da publicidade —

Neste sábado (17), o Atlético-GO recebeu o Atlhetico-PR em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um a menos desde os 18 minutos do primeiro tempo, o rubro negro goiano conseguiu segurar a pressão do furacão e a partida terminou empatada com um gol para cada time. O empenho do time da casa foi valorizado pelo técnico Eduardo Souza.

Apesar do desgaste com um jogador a menos durante boa parte do jogo, o treinador do Dragão descartou a possibilidade de poupar o time na próxima rodada do Brasileirão, tendo em vista a partida de ida da Copa do Brasil.

“Depois de um desgaste grande como esse, nós vamos ter uma semana cheia. Vamos recuperar quem tiver que recuperar, trabalhar quem tiver que trabalhar. Nós frisamos isso para os atletas antes da partida, que teríamos oito dias para trabalhar.”

Eduardo reconheceu a dificuldade de estar com um jogador a menos desde o início do primeiro tempo e valorizou o empate.

“Não foi o resultado que nós queríamos, mas pelo desenho do jogo, pelo que eles fizeram dentro do campo, nós vamos passar uma semana muito boa, nós vamos conseguir fazer tudo que não deu para trabalhar. São muitos jogos e os jogadores estão de parabéns por tudo que eles fizeram, não só hoje, mas por tudo que vêm fazendo no campeonato.”

Após a partida, o presidente do Atlético-GO, Adson Batista também concedeu entrevista e deu sua visão sobre o empate diante do Furacão.

“O nosso time foi guerreiro. Time de jogadores que dão o que tem, o máximo. Não vi nenhum jogador andando em campo e fazendo de conta. Fizeram tudo que foi possível para o Atlético não sair com a derrota. Diante das circunstâncias, o resultado foi uma vitória para nós.”

Apesar de Eduardo Souza estar invicto no comando da equipe, ele deve continuar como auxiliar no Dragão, que busca um novo comandante. Adson negou que o nome será estrangeiro e procura opções no mercado nacional.

“Meus auxiliares são auxiliares, têm uma maneira diferente de se relacionar com os jogadores. Já recebi 300 opções de treinador estrangeiro. Eu não vou trazer treinador de fora. Eles têm outra cultura, formas de trabalhar diferentes. Não dá pra trazer com a carruagem andando. No meio do campeonato é impossível. Vamos trazer um treinador brasileiro que conheça nossas características, nossas qualidades, nossas carências e que não atrapalhe o que está sendo feito.”

Com o empate, o rubro negro goiano soma 22 pontos e estaciona na no 8° lugar da tabela, com a possibilidade de descer três posições dependendo do resultado de outros jogos.

O Atlético-GO tem uma sequência de dois jogos em casa, mas contra grandes adversários. No próximo domingo (25), recebe o Palmeiras, pelo Brasileirão e na quarta-feira (28), enfrenta o Internacional pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Antes desses confrontos, o Dragão vai ter uma semana para recuperar e treinar seu elenco. 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top