Conmebol Libertadores

Após jogo polêmico, jornal argentino exalta arbitragem contra River Plate

Nelson Almeida – Pool/Getty Images

A partida entre Palmeiras x River Plate, nesta terça-feira (12), pela semifinal da Libertadores da América, foi bastante polêmica. A vitória por 2 a 0 do Millonario não foi o suficiente para garantir a classificação, visto que na partida de ida os argentinos perderam por 3 a 0. Entretanto, durante a partida, lances polêmicos chamaram a atenção. Um gol anulado e dois pênaltis não marcados para o River Plate, fizeram a atuação do árbitro e do VAR serem discutidas.

O jornal argentino, Olé, analisou os lances e foi a favor da arbitragem. O diário que apoia abertamente os clubes de seu país, foi enfático ao dizer que o VAR foi utilizado para corrigir os erros.

Aos seis minutos do segundo tempo, Gonzalo Montiel viu seu gol ser anulado por impedimento no início da jogada. Inicialmente, o gol foi validado, entretanto o VAR analisou e anulou o tento. Para o jornal argentino, o árbitro de vídeo foi essencial para a análise no início da jogada e a anulação bem feita.

Outro lance polêmico foi o possível pênalti de Alan Empereur em Suarez. O árbitro inicialmente assinalou penalidade, entretanto o vídeo chamou para análise, anulando assim a decisão anterior. O jornal Olé, também elogiu tal análise:

– Em uma ação rápida, Suárez que levar vantagem se atirando antes de ser tocado pela perna do brasileiro. O árbitro inicialmente comprou sua versão e marcou o pênalti. No entanto, a tecnologia lhe avisou que não houve falta. E, de maneira correta, o uruguaio corrigiu bem sua falha inicial, apesar dos protestos dos jogadores do River.

O último lance polêmico, foi um outro possível pênalti em cima de Borre. O árbitro foi chamado para o vídeo, mas assinalou impedimento na jogada.

Com o jogo terminando em 2 a 0 para o River, o Palmeiras avança para a final da Libertadores após 21 anos de espera.

Para saber tudo sobre a Libertadores, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram Facebook!

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top