Athletico

Após título estadual inédito, Athletico estreia no Brasileirão feminino A2 na busca do acesso

Foto: Fabio Wosniak/Athletico

O Athletico entra em campo pela estreia do Campeonato Brasileiro feminino A2, no próximo domingo (16), diante da Chapecoense, fora de casa, às 15h. A equipe comandada por Rosana, chega para competição nacional, após conquistar o título inédito do Campeonato Paranaense. Esta será a segunda participação do Furacão na competição. No ano passado, o Athletico passou pela primeira fase, mas foi eliminado nas oitavas de finais. 

Além da Chapecoense, o Athletico está no grupo F da competição, ao lado de América-MG, Vasco da Gama, Ponte Preta e Brasil de Farroupilha. O Furacão busca avançar no grupo, avançam os dois primeiros colocados de cada grupo e os quatro melhores terceiros lugares.  A meta da equipe é chegar nas semifinais e garantir uma vaga na elite do Brasileirão feminino.

A treinadora da equipe, Rosana, falou sobre a formação do elenco e o que a torcida pode esperar da equipe. Ela comentou que a pandemia impediu uma preparação ideal para a competição, mas frisou que o Athletico vai brigar pelo acesso.

– Tivemos pouco tempo para trabalhar e foi muito conteúdo. Esse pouco tempo, principalmente por conta da pandemia, as meninas tiveram que retornar mais tarde e uma preparação mais curta. Entretanto, todos podem esperar do Athletico um time agressivo, vertical e consistente.

O Athletico bateu o Imperial e conquistou pela primeira vez um sua história o título do Campeonato Paranaense feminino. Rosana afirmou que a conquista foi importante em vários pontos, para dar confiança, ritmo de jogo e ajustes para a competição nacional.

– Foi muito importante ter disputado o Estadual, porque nos deu uma ideia de como o time se comporta em uma partida oficial. Não foi fácil ajustar o time em tão pouco tempo, sendo que as meninas vieram de cinco meses paradas por causa da pandemia. Mas dentro do possível foi um bom resultado. 

Para saber tudo sobre o Athletico, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top