Campeonato Carioca

Após vitória do Flamengo, Diego Alves comemora retorno e Bruno Henrique reclama do VAR: “Eles têm que ter uma visão melhor”

Bruno Henrique Flamengo
Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Na noite desta quarta-feira (31), o Flamengo venceu o Bangu por 3×0 e se isolou na liderança do Campeonato Carioca. A partida marcou o retorno da maioria dos atletas do grupo principal comandado por Rogério Ceni, que não atuavam desde o jogo contra o São Paulo, que marcou a conquista do título brasileiro.

O goleiro Diego Alves, que conviveu com lesões durante a última temporada inteira, comemorou o retorno ao time titular sem sofrer gols.

– Muito feliz, as lesões a gente não consegue controlar. Óbvio que a gente trabalha pra não se machucar. Mas é muito bom voltar, não tomar gol. Muito ruim ficar machucado, mas ao mesmo tempo me concentrei pra voltar melhor ainda.

O goleiro falou sobre o período de pré-temporada e a importância dos treinamentos para os próximos jogos.

– Pra ser goleiro do Flamengo tem que estar atento 95 minutos, não pode relaxar. Ganhamos muito fisicamente nessas duas semanas. Começando com essa pré-temporada a gente tem tudo pra ir bem esse ano.

Já Bruno Henrique falou sobre o gol marcado e valorizou os companheiros que também marcaram gols na partida.

– Marcar é sempre importante, estar do lado dos dois marcando também é uma honra. Independente de quem marcar a gente fica feliz. Mas é bom começar marcando, estar preparando o poder de finalização pra quando chegar os jogos grandes estarmos preparados.

Contudo, ele também criticou o seu gol anulado no primeiro tempo, quando o jogo ainda estava empatado.

– Não temos que brigar com a arbitragem, óbvio que foi um erro, não temos VAR no Estadual. Temos sempre que olhar pra frente, independente do que a arbitragem posicionar dentro de campo. Eles têm que ter visão melhor, porque pode decidir o jogo.

O Flamengo volta a campo na próxima segunda-feira (5), às 21 horas, pela oitava rodada do Campeonato Carioca. A partida ainda não tem local definido.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top