Copa América

Argentina vence a Colômbia nos pênaltis e está na final da Copa América

Foto: AFA/Divulgação

A Argentina voltou a uma final de Copa América. A Albiceleste empatou no tempo regulamentar com a Colômbia e venceu Los Cafeteros nos pênaltis com o brilho de Emiliano Martínez que defendeu três cobranças. Agora, os argentinos enfrentarão o Brasil na grande final no próximo sábado (10), às 21h, no Maracanã.

O jogo foi muito disputado e faltoso. Ao todo foram 47 faltas na partida, com 10 cartões amarelos distribuídos. A Argentina teve chances mais claras para liquidar a partida no tempo regulamentar, mas não conseguiu furar o bloqueio colombiano. Agora, a Albiceleste terá mais uma vez a oportunidade de conquistar um título com a seleção profissional, algo que não ocorre desde 1993.

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

O jogo

A Argentina iniciou melhor a partida do que a Colômbia. A Albicelete impôs seu ritmo e controlou as ações, algo que aconteceu nas últimas partidas nos minutos iniciais também. Aos 3′, Messi passou por uma fila de marcadores e cruzou para Lautaro Martínez, o atacante cabeceou e a bola passou ao lado do gol defendido por Ospina.

Entretanto, a seleção colombiana não teria a mesma sorte três minutos depois. Aos 6′, Lo Celso fez um bom passa para Messi dentro da área. O camisa 10 girou o corpo e encontrou Lautaro Martínez, que finalizou de perna direita e abriu o placar. Os Cafeteros tentaram devolver o gol sofrido logo no minuto seguinte, quando Cuadrado recebeu cruzamento rasteiro de Luis Diaz e chutou para Martínez fazer grande defesa e salvar os argentinos.

Depois de alguns minutos de mais disputas de posse de bola e faltas, a Colômbia voltou a levar perigo para a Argentina. Aos 35′, Barrios pega rebote de cruzamento cortado por Otamendi e arrisca o chute de primeira. A bola desvia em Lo Celso, pega na trave e sai para escanteio. Na cobrança, Cuadrado acha Mina dentro da área e o zagueiro cabeceia no travessão. Já aos 43′, foi a vez de Nico González obrigar Ospina a salvar os Cafeteros depois de cabecear escanteio cobrado por Messi.

Lautaro Martínez foi o autor do gol que abriu o placar para a Argentina – Foto: AFA/Divulgação

Já na segunda etapa, a partida seguiu sendo muito brigada, com faltas e alternância de posse de bola. A primeira chance clara de gol do segundo tempo ocorreu aos 15′, quando ocorreu o empate de Los Cafeteros. Cardona fez belo lançamento para Luis Díaz, que ganhou na velocidade de Pezzella e tocou na saída de Martínez para empatar o jogo.

Aos 27′, o lance mais emblemático do segundo tempo. Muñoz entrega a bola, Di Maria arranca e dribla Ospina e toca para Lautaro Martínez. O atacante chuta para o gol sem goleiro, mas em cima de Barrios que salva a Colômbia. No rebote, Di Maria pega errado na bola e manda para a linha de fundo, desperdiçando a chance mais clara.

Já aos 35′, Di Maria faz bela jogada e toca para Messi. O camisa 10 domina dentro da área, se livra da marcação e arrisca o chute que explodiu na trave. No rebote, Lautaro Martínez chutou em cima de Sánchez. Aos 45′, Messi deu uma arrancada espetacular e foi derrubado na entrada da área. Na cobrança de falta, o jogador chutou em cima da barreira.

Luis Díaz empatou a partida para a Colômbia – Foto: Twitter Copa América/Divulgação

Após o empate no tempo regulamentar, a partida foi para as penalidades. O destaque ficou para o goleiro Emiliano Martínez que defendeu as cobranças de Davinson Sánchez, Mina e Cardona, sendo o grande herói da vaga da Albiceleste para a grande final da Copa América diante do Brasil.

Ficha técnica

  • Argentina 1×1 Colômbia
  • Data: 6 de julho de 2021
  • Local: Estádio Mané Garrincha – Brasília
  • Cartão amarelo: Lo Celso, Guido Rodríguez, Pezzella e Montiel (ARG); Barrios, Muñoz, Borja, Cuadrado e Fabra (COL)
  • Gol: Lautaro Martínez (ARG); Luis Díaz (COL)

Argentina: Martínez; Molina (Montiel), Otamendi, Pezzella e Tagliafico; Guido Rodríguez, De Paul e Lo Celso (Paredes); Messi, Nicolás Domínguez (Di Maria) e Lautaro Martínez. Técnico: Lionel Scaloni.

Colombia: Ospina; Muñoz (Fabra), Mina, Sánchez e Tesillo; Cuéllar (Chará), Barrios, Luís Diaz e Cuadrado; Borré (Cardona) e Zapata (Borja). Técnico: Reinaldo Rueda

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top