Outro lado

Arnaldo Ribeiro é dispensado da Globo após comentários sobre arbitragem

Reprodução/Sportv

A Globo dispensou o jornalista Arnaldo Ribeiro depois de críticas emitidas por ele que envolveram os comentaristas de arbitragem da emissora. O jornalista afirmou que o juiz do jogo São Paulo e Palmeiras, que aconteceu na última semana, levou em conta a opinião emitida pelo ex-árbitro Sálvio Spínola durante a transmissão da partida para tomar as decisões em campo. As informações são do portal Notícias da TV.

A fala do jornalista gerou insatisfação interna entre os comentaristas de arbitragem da Globo, que levaram o caso aos seus superiores. Arnaldo não tinha contrato fixo com a emissora, mas participava periodicamente do Seleção Sportv e outras atrações da casa. Mesmo antes de ter vínculos cortados com o grupo, ele se prepara para estrear um programa esportivo na TV Cultura ao lado de Mauro Cezar Pereira e Vladimir Lemos.

Entenda o caso

Após o 0 a 0 entre São Paulo e Palmeiras no último sábado (31), Arnaldo, em uma live no seu canal no Youtube, detonou a decisão do juiz Luiz Flávio de Oliveira de não validar um gol contra de Gustavo Gomez e de desistir de marcar um pênalti a favor do tricolor paulista. Ele disse que as decisões do árbitro se basearam nas opiniões emitidas na Central do Apito (quadro da Globo durante jogos de futebol para comentários sobre arbitragem), a partir de um grupo de WhatsApp do ex-comentarista da TNT Sports Pericles Bassols, que comandou o VAR naquele jogo. Além disso, ele indicou que isso seria uma prática recorrente no país.  

“Para você entender a questão do pênalti revertido e o lance final, é o seguinte: o árbitro do VAR era o Péricles Bassols. Um árbitro péssimo e que virou comentarista de arbitragem na TNT. Sabe o que ele tem no WhatsApp? O grupo dos comentaristas todos. O pênalti do Marquinhos, quando atropela ele, passa por cima… O Luiz Flavio está de frente para o lance, é imperdoável. O Sálvio Spínola, na transmissão, fala que na visão dele não foi. E o Péricles Bassols manda no ouvido do Luiz Flavio, depois de ouvir o Sálvio: ‘Dá uma olhada, na transmissão estão falando que não foi’. É assim que funciona o VAR o Brasil. Não tem interpretação do árbitro em campo. A interpretação é da câmera lenta, do cara do VAR e depois dele ouvir a Central do Apito“, declarou Arnaldo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top