Futebol Internacional

Arthur Cabral desabafa após não ser convocado pela Seleção Olímpica: ‘Não crie expectativas’

Foto: Matheus Meyohas/CBF

Brasileiro com mais gols na Europa, Arthur Cabral ficou de fora da lista da Seleção Brasileira Olímpica para os jogos na Data Fifa de junho, último período de preparação antes da convocação para a disputa das Olimpíadas de Tóquio 2020. Em suas redes sociais, o atacante do Basel FC publicou um texto motivacional.

Quando o novo ano se iniciou, Arthur Cabral traçou suas metas para 2021 e uma delas era disputar os Jogos Olímpicos. No entanto, tudo indica que não será agora que o centroavante revelado pelo Ceará e ex-Palmeiras irá realizar esse sonho já que seu nome não consta entre os atacantes chamados para os últimos amistosos antes da relação oficial dos que irão defender a Seleção em Tóquio, no Japão.

Após a oficialização da lista, o atacante do Basel FC, da Suíça, publicou um desabafo em seu Instagram.

“Não crie expectativas e nem se frustre pelo que não depende única e exclusivamente de você”, escreveu. “Você controla o que pode fazer, não o que os outros podem fazer por você. Se o que você queria não aconteceu por faltou algo de você, tenha consciência e faça melhor amanhã. Mas se não faltou nada de você, tenha fé de que Deus vê todas as coisas. Não se abata, de você não poderia sair mais nada, o resto você não pode controlar. Amanhã é um novo dia, vá outra vez!”

Arthur Cabral desabafa no instagram. Foto: Divulgação / Instagram

Dentre os 23 relacionados, o técnico André Jardine convocou seis atacantes. Rodrygo do Real Madrid-ESP, Antony do Ajax-HOL, Malcom do Zenit-RUS e Pedro do Flamengo, além de Gabriel Martinelli do Arsenal-ING e Evanilson do FC Porto.

As principais críticas foram sobre Evanilson e Martinelli estarem entre os chamados, já que não vivem suas melhores fases no futebol europeu. Apesar de ter se destacado na temporada 2019/2020, o atacante do Arsenal não tem sido utilizado em todas as partidas e marcou apenas um gol em 20 anos na última temporada, além de não balançar as redes desde o dia 11 de abril. O ofensivo da equipe portuguesa tem o histórico um pouco parecido com o de seu colega de seleção e também não conseguiu uma sequência como titular, marcando apenas quatro gols em 23 jogos. Arthur Cabral, por outro lado, tem mais gols em os dois juntos. O paraibano, titular absoluto no time suíço, marcou 20 gols em 34 jogos.

PRIMEIRA CONVOCAÇÃO

Quando ainda defendia o Palmeiras, Arthur chegou a ser convocado para os amistosos contra Colômbia e Chile, em setembro de 2019. Na época, o atacante pouco tinha espaço na equipe paulista então comandada pelo técnico Luís Felipe Scolari, o Felipão, e com a amarelinha também teve pouco minutos em campo.

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook!

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top