Coritiba

‘As responsabilidade são as mesmas’, diz Morínigo após a primeira derrota do Coritiba dentro de casa

Divulgação/Coritiba

No último domingo (12), o Coritiba recebeu a equipe do Palmeiras no Couto Pereira para a disputa da 11ª rodada do Brasileirão Série A. Em um jogo marcado pelas confusões fora de campo, os visitante venceram por 2 a 0 e o Verdão perdeu sua invencibilidade jogando dentro de casa.

Para saber tudo sobre o Coritiba, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram

Após este revés, o técnico Gustavo Morínigo participou da coletiva de imprensa e inicialmente falou que, apesar do resultado não ter sido o desejado, como foi armar as estratégias tendo tantos desfalques:

— Já havíamos falado no jogo anterior dessa dificuldade mesmo tendo um elenco largo de 30-35 atletas.. Estamos sofrendo nessa parte, muitos jogadores fora e não é fácil mas temos que seguir trabalhando isto e hoje nós reconhecemos a derrota ante uma equipe bem armada, muito forte que sabe o que joga.. Assumir, consumir e virar a página porque já temos jogo quarta.

Ainda falando sobre as estratégias, Morínigo falou sobre a falta de tempo para treinar:

— É difícil porque primeiro não temos muito tempo para trabalhar.. Hoje entramos com uma ideia de posse de bola, de agredir um pouco mais, de ser um time agressivo na marcação.

Na sequência o treinador lamentou os ocorridos fora de campo. Disse ser uma questão social e não futebolística.

O goleiro Rafael Willian, campeão da Copa do Brasil Sub-20, fez sua estreia na Série A na partida deste domingo devido a lesão que Muralha sofreu no duelo contra o São Paulo e Morínigo falou sobre como foi sua preparação psicológica para este importante momento:

— Acho que ele jogou bem, teve boas intervenções. A parte de preparar, o jogador está preparado, porque sabem que a qualquer momento pode acontecer.. Já teve suas experiências no Paranaense, se demonstrou bem nos treinamentos, tanto ele como Marcão.. Estamos tranquilos com ele, é um processo que ele tem que assumir, consumir também a derrota por mas que seja o Palmeiras, e levantar amanhã novamente bem.

O paraguaio foi questionado se, com esta primeira derrota dentro de casa em 2022, aumenta a reponsabilidade de conquistar a primeira vitória longe do Couto Pereira:

— Acho que as responsabilidades são as mesmas sempre.. Nos jogos no Couto ou fora, o time tem que entrar da mesma maneira com diferentes estratégias para poder enfrenta-los. Não fizemos um bom jogo e cometemos erros contra um adversário de qualidade e o preço acaba sendo esse.. Temos que subir de nível, temos que melhorar em todos os sentidos.. O próximo jogo aqui é AtleTiba, vamos ter nossa torcida, vamos lotar o estádio, vamos recuperar vários jogadores já nesta semana e vamos ter a mesma força, a mesma esperança de quando jogamos aqui.

Morínigo foi perguntado sobre uma meta a curto prazo e respondeu dizendo que é sempre o próximo jogo e que não focam no geral, que não podem estar olhando sempre a tabela mas sim o próximo rival: ‘O próximo objetivo é o Bragatino é nada mais’.

Por fim, foi perguntado de que forma o técnico vê o próximo adversário, que está sendo bastante pressionado pelos últimos resultados:

— Na verdade estou focado no meu time e tenho mais preocupações com meu time do que com o próprio Bragantino. Claro que temos informações, sabemos da pressão que têm, nós também temos pressão, todo futebol brasileiro tem pressão. Se você não está em primeiro, segundo, você está sendo pressionado em todos os jogos, então tem que conviver com isso, mas não pode tirar o foco do que nós estamos fazendo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top