Esportes olímpicos

Maique não deixa dores atrapalharem seu desempenho e se destaca na 11ª vitória do Brasil na Liga das Nações: ‘estava bem focado’

maique comemora com a selecao brasileira vitoria na vnl
Foto: Divulgação/FIVB

Técnico da seleção brasileira na Liga das Nações, na bolha de Rimini, na Itália, Carlos Schwanke mandou à quadra uma equipe recheada de reservas para encarar a Austrália nessa quinta-feira (17); Bruninho, Alan, Flávio, Isac, Maurício Borges, Douglas Souza e Maique começaram e João Rafael e Vaccari entraram no decorrer da partida.

Melhor líbero da Superliga 2020/21, Maique iniciou apenas o segundo jogo como titular nessa VNL. E não decepcionou. O camisa 15 deixou a quadra com 80% de aproveitamento na recepção e 68,75% na defesa, e ajudou o Brasil na vitória por 3 sets a 0 contra a Austrália (25-17, 25-22 e 25-12). Antes do confronto, o jogador de 23 anos assustou a comissão técnica brasileira depois de cair de mal jeito no treino dessa quarta (16), mas não deixou se abater pelas dores e comemorou o bom desempenho com no 11º triunfo brasileiro na competição.

+Irã pressiona, mas Lucarelli destoa e comanda o Brasil em mais uma vitória na Liga das Nações

+Ano novo, vida nova: Sada/Cruzeiro inicia temporada 21/22 com troca no comando técnico após 12 anos

– Foi bem melhor que a primeira partida. Joguei mais solto e sem aquele friozinho na barriga de estreia. Claro que sempre pode ser melhor, mas, no modo geral, o grupo foi muito bem. Estava bem focado e me divertindo na partida, então era quase imperceptível a dor – disse via assessoria.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram

+Com o Brasil bem encaminhado nos dois naipes, confira a classificação de momento da Liga das Nações

O duelo contra os australianos encerrou a quarta semana de jogos na Liga das Nações. Agora, a seleção volta à quadra na próxima segunda (21) contra a Itália e no dia seguinte (22) encara a Alemanha. Para encerrar a fase classificatória, os comandados de Schwanke enfrentam a Rússia na quarta (23).

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top