Athletico

Com show da torcida, Athletico é vice-campeão da Copa da Brasil

Divulgação/Athletico

O Athletico entrou em campo ontem, na Arena da Baixada, depois do resultado desastroso que se somava no placar agregado, devido ao jogo contra o Atlético-MG no último domingo (12) no Mineirão, apenas foi confirmado o que era mais esperado pelas torcidas e pela mídia. 

Depois de um sonoro 4 a 0 no jogo de ida, com o mando de campo do Galo, era realmente muito difícil para o Athletico reverter o resultado dentro da Arena, mesmo com o Caldeirão borbulhando e com os ingressos esgotados. O jogo terminou em Athletico 1 a 2 Atlético-MG, mas nem por isso a torcida se omitiu.

Apesar de não lotar o estádio, os torcedores do rubro-negro compareceram em peso e fizeram uma linda festa junto ao mosaico preparado pelo clube. O público chegou na casa de 34.050, superando o recorde de público do estádio depois da volta da torcida a Arena da Baixada pós isolamento social, pois a marca mais alta tinha sido alcançada no jogo contra o Palmeiras pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2021, com público total de 19.308. 

Para saber tudo do Athletico, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!                           

O técnico Alberto Valentim tentou abrir o jogo, e mudou a formação titular dadas as circunstancias e os desfalques de Thiago Heleno e Nikão, mas Zé Ivaldo ficou com a vaga de Nico Hernández, que é titular na formação do time ideal, mas por opção de Alberto Valentim, ficou de fora da final. As outras entradas no time inicial foi a de Christian e de Pedro Rocha, que mudaram o comportamento do Athletico em campo. 

Já Cuca entrou com o time esperado, e a única troca que houve do primeiro jogo da final da Copa do Brasil foi a entrada de Vargas no lugar de Diego Costa, que saiu lesionado logo no começo do confronto. 

Mesmo sendo vice-campeão, o Athletico deve se orgulhar de seu futebol e da temporada que fez, além de agradecer sua torcida apaixonada, que deu um show dentro da Arena da Baixada do início ao fim, com a ressalva de alguns elementos que atiraram pedras no ônibus do Atlético-MG antes do jogo e torcedores que dentro do estádio atiraram objetos no campo, como um tênis. 

A festa da torcida do Athletico, inclusive, mostram o reconhecimento da torcida pela temporada. Apesar da derrota na Copa do Brasil, o Furacão levantou a Sul-Americana e teve esforço reconhecido pelos adeptos. O Ano poderia ter terminado melhor, mas se encerrou igualmente em grande estilo graças ao show nas arquibancadas da Arena da Baixada.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top