Athletico

Análise: Expulsão de dois jogadores atrapalha o Athletico e resulta em derrota para o Bahia

FOTO: FELIPE OLIVEIRA/BAHIA

Nesta quinta-feira (24) o Athletico viajou para Salvador – BA e saiu como o perdedor no confronto com o Bahia no Estádio Roberto Santos pelo placar de 2 a 1, jogo que foi válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro 2021, e com esse resultado o Furacão fica na vice colocação com um jogo a menos do atual líder, o Red Bull Bragantino. No entanto, a derrota passou muito por um fator específico, as expulsões.

O primeiro tempo começou bem corrido, com o Bahia buscando o ataque desde o apito inicial, forçando a defesa rubro negra a mostrar sua força logo ao início do jogo, o que foi facilitado pelo atual esquema adotado por António Oliveira, que utiliza três zagueiros para evitar deslizes defensivos e ajudar na saída de bola. Porém o plano de jogo feito por António Oliveira iria cair por terra aos doze minutos, quando Richard foi com o pé alto em uma dividida com o meia Rodriguinho e recebeu o cartão vermelho de forma direta, e assim o Athletico teria longos 78 minutos com dez jogadores contra uma equipe do Bahia que demonstrava fome de jogo. E isso causou problemas ao Athletico.

Perdido por conta do desmonte tático, o Furacão viu o Bahia passar a dominar. O espaço deixado por Richard, na expulsão, foi exatamente o que Patrick de Lucca aproveitou para marcar em favor do Tricolor de Aço. Sem um volante de origem, o veloz jogador teve espaço para infiltrar na área e finalizar. Depois, Terans até conseguiu empatar, mas o padrão tático havia sido quebrado.

Para saber tudo sobre o Athletico, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

O Furacão voltou para a segunda a etapa com a entrada de Carlos Eduardo no lugar de Renato Kayzer, que mais uma vez teve uma aparição apagada. Mas, o espaço atrás ainda atrapalhava a equipe, que acabou levando o segundo em lance polêmico de Rossi. O que desmoronou animicamente a equipe.

Até que, perdido em campo, o Athletico viu mais um jogador indo para a rua. Desta vez foi Marcinho que foi expulso, após pisar no tornozelo de Rossi, que já estava no chão. Sem seu volante titular, e um lateral-direito para recompor a defesa, o Furacão terminou a partida mais próximo de levar o terceiro do que de empatar. Sem dúvidas, a indispliscência de Richard e Marcinho custaram a primeira derrota, e a liderança, no Campeonato Brasileiro.

Agora, sem seu volante titular e o lateral-direito, O Athletico volta a campo no domingo (27), às 20h, contra a Chapecoense no confronto válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro 2021.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top