Futebol Internacional

Atlético de Madrid derrota o Valencia e abre sete pontos de vantagem na liderança da La Liga

Divulgação / La Liga

Em clássico disputado neste domingo (24), o Atlético de Madrid derrotou o Valencia por 3 a 1 no Wanda Metropoliano e abriu larga vantagem na liderança.

O Atlético encontrou dificuldades para definir jogadas no primeiro tempo e saiu atrás no placar em gol de Racic para o Valencia. Antes do intervalo, chegou ao empate com João Félix, mas não conseguiu aproveitar novas oportunidades para virar o jogo no 1º tempo.

Na segunda etapa, a equipe adotou postura mais ofensiva e rapidamente chegou ao segundo gol com Luis Suarez. Depois, chamando o Valencia para o contra-ataque, conseguiu chegar ao terceiro gol na conclusão de Correa.

Suarez marcou novamente e chegou à marca de nove gols em 11 jogos contra o Valencia. Na temporada atual, chegou à artilharia com 12 gols.

Com a vitória, o Atlético de Madrid abriu 7 pontos na vantagem de La Liga 2020/21 para o vice-líder Real Madrid (40pts). Barcelona (37), Sevilla (36) e Villareal (34) completam a lista dos cinco primeiros.

1º TEMPO

Desde os movimentos iniciais, o Atlético pressionou bastante o Valencia e incomodou em chances perigosas. João Fleix ameaçou aos dois com chute de pé direito que passou ao lado da trave. O goleiro Domenech também foi rapidamente exigido na cabeçada de Gimenez.

Contudo, a reação do Valencia foi rápida na jogada em cruzamento de Vallejo que terminou em escanteio. Na jogada seguinte, a bola sobrou para Racic, que recebeu passe de calcanhar vindo de Gaya e chutou de fora para acertar no ângulo e abrir o placar, aos 10 minutos.

O gol acabou fazendo a equipe do Atlético sentir um pouco e ficar alguns minutos sem conseguir atacar com perigo. Mas a situação mudou aos 23 na ótima conclusão de João Félix em bola levantada por Lamar em cobrança de escanteio, deixando tudo igual.

Com o empate, os líderes pressionaram ainda mais e deixaram o Valencia sem muito espaço para conseguir atacar. Muslah, Suarez e Llorente criaram boas jogadas antes do primeiro tempo ser encerrado, mas o placar da primeira etapa terminou empatado.

2º TEMPO

No segundo tempo, a aposta de Diego Simeone ficou por conta do brasileiro Renan Lodi. O ex-Athletico entrou no lugar de Vrsaljko. Pouco depois, o Valencia fez mudança forçada com a saída de Diakhaby por lesão.

A forte pressão do Atlético de Madrid foi ainda maior em relação ao final do primeiro tempo e não demorou para o segundo gol ser marcado. Na verdade: um golaço. Aos 9 do segundo tempo, Felix recebeu a bola na esquerda e fez a infiltração deixando para Luiz Suarez receber e marcar um gol de extrema felicidade.

Assim como aconteceu no 1º tempo, o Valencia voltou para o campo com movimentação lenta, sendo totalmente dominado. Aos 18, o Atlético desperdiçou uma grande chance de contra-ataque 3v3 em bola roubada de Lemar para cima de Racic (autor do primeiro gol do jogo). A jogada acabou quando Correa não conseguiu alcançar o passe no outro lado.

Porém, mesmo com a defesa em 5-4-1, o Valencia foi novamente vazado. Aos 27, Llorente ganhou da marcação e teve liberdade no corredor direito para cruzar rasteiro na área e Correa completar, deixando o jogo em 3 a 1 a favor do Atlético de Madrid.

As alterações finais do técnico Javi Gracia deixaram o jogo um pouco mais equilibrado no meio-campo, mas o Valencia não conseguiu finalizar jogadas e ficou mais perto de sofrer o quarto gol antes do apito final.

FICHA TÉCNICA La Liga 2020/21 – 20ª Rodada
Atlético de Madrid 3-1 Valencia

Data: 24/01/2021, 17:00
Estádio: Wanda Metropolitano
Árbitro: Ricardo De Burgos Bengoetxea

Gols: 1T 11′ Racic (Valencia); 1T 23′ João Felix (Atlético); 2T 9′ Suárez (Atlético); 2T 27′ Correa (Atlético)

Substituições – Atlético: Renan Lodi (Vrsaljko); Correa (João Felix); Kondogbia (Llorente); Torreira (Lemar)

Substituições – Valencia: Hugo Guillamón (Diakhaby); Gonçalo Guedes (Cheryshev); Jason (Musah); Gameiro (Vallejo); Koindredi (Racic)

Atlético de Madrid (3-1-4-2): Jan Oblak; Stefan Savic, José Giménez, Mario Hermoso; Koke; Sime Vrsaljko, Marcos Llorente, Thomas Lemar, Yannick Carrasco; Suárez, João Félix. Técnico: Diego Simeone

Valencia (4-4-2): Domenech; Correia, Diakhaby, Gabriel Paulista, José Gayà; Musah, Carlos Soler, Uros Racic, Denis Chreryshev; Maximiliano Gómez, Manu Vallejo. Técnico: Javi Gracia

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top