Atlético-MG

Fazendo as contas: a matemática para fazer o Atlético-MG campeão brasileiro

Foto: Pedro Souza / Atlético
Foto: Pedro Souza/Atlético

O Atlético-MG está cada vez mais próximo do tão sonhado título do Campeonato Brasileiro depois de 50 anos. Após o empate em 2 a 2 com o Palmeiras, o clube chegou aos 75 pontos – tal marca sempre foi a necessária para a conquista desde que a competição passou a ter 20 equipes.

Além disso, o Flamengo também empatou na rodada, chegando aos 67 pontos conquistados. Com isso, a vantagem do Atlético na liderança da tabela de classificação ainda é de oito pontos, restando quatro rodadas para acabar com a competição.

A poucas rodadas até o fim do Brasileirão, o torcedor atleticano se apega à matemática para conseguir tranquilizar nesta reta final de competição nacional. Restam 12 pontos a serem disputados e são oito de diferença para o Flamengo na liderança.

( +) Atuações ENM: Hulk marca e Guga decepciona em empate com gols do Atlético-MG; veja notas

Por isso, o Atlético terá a tarefa de conquistar 41% dos pontos até o fim da competição para se sagrar campeão brasileiro sem depender de resultados favoráveis do Flamengo. Isso porque, com mais cinco pontos, o clube mineiro chegará aos 80 e não poderá ser mais ultrapassado pelo Flamengo, que só consegue alcançar os 79 se mantiver uma sequência perfeita na reta final.

Para ficar informado sobre tudo acontece com o Atlético-MG, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

No entanto, o título pode chegar de maneira antecipada. Isso porque caso o Atlético conquiste a vitória diante do Fluminense, no próximo domingo (28), às 16h, ele chegará aos 78 pontos e poderá torcer por um tropeço do Flamengo, na terça-feira, diante do Ceará, para já conquistar o título.

Segundo o Departamento de Matemática da UGMG, as chances de título alvinegro nesta edição de Brasileirão são de 99,01%, contra 0,99 do Flamengo. Depois de 50 anos, o principal objetivo do Atlético está com dias contados de ser alcançado.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top