Atlético-MG

Reinaldo, ídolo do Atlético-MG, diz ao receber homenagem no Bola de Prata: ‘Fogo nos racistas’

Foto: Bruno Cantini

O maior artilheiro da história do Atlético-MG, o atacante Reinaldo, foi homenageado, nesta sexta-feira (10), na premiação do Bola de Prata da ESPN. Na categoria “Reflexões”, o ex-jogador do Galo recebeu a premiação pela luta dentro e fora dos gramados e sua representatividade na luta antirracista.

Para a entrega da premiação ao ex-jogador do Atlético, o humorista e também torcedor do clube mineiro entrou ao palco. No momento do recebimento do prêmio, Reinaldo disse poucas palavras para agradecer a homenagem.

– É muito significativo, para todos nós brasileiros. Nós do Clube Atlético Mineiro, que vivemos esse grande momento, de alegria e emoção por conquistar o bicampeonato, a história do nosso clube mostra que somos resistência. Como povo brasileiro, devemos sempre lutar, lutar e fogo nos racistas.

Para ficar informado sobre tudo acontece com o Atlético-MG, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Após a sua fala, Reinaldo refez a sua comemoração com braços erguidos e punhos cerrados. O gesto, além de representar o ato dos Panteras Negras – grupo movimento negro dos Estados Unidos –, também era um protesto ao regime militar brasileiro.

Foto: Reprodução/Atlético

Reinaldo era um dos personagens dentro do esporte mais famosos na luta contra o regime militar. Segundo o próprio jogador, em diversas entrevistas, a sua comemoração já foi “censurada” quando o atacante enfrentou a Argentina pela Seleção Brasileira em solo adversário. À época, o país vivia a maior ditadura militar em sua história.

Reinaldo é o maior artilheiro da história do Atlético com 288 gols. Além disso, para boa parte da torcida, é o principal jogador da história centenária do clube mineiro. Devido aos cinco cirurgias nos joelhos, teve a sua carreira precocemente encerrada. O jogador era visto como um dos principais de sua geração, sendo considerado o melhor pós-Pelé para Zico e Galvão Bueno.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top