Basquete

Atropelo dos Pelicans e fim de invencibilidade de Wizards e Knicks; a rodada da NBA

NBA Pelicans
Foto: Divulgação/New Orleans Pelicans

Enquanto os playoffs não chegam, a NBA encaminha as últimas rodadas da temporada regular. Nesta segunda-feira, 26, 11 confrontos aconteceram com desfechos que podem ser importantes para a busca pela pós-temporada. Jogando em casa, o New Orleans Pelicans não tomou conhecimento do Los Angeles Clippers e venceu tranquilamente. Além do duelo, Washington Wizards e New York Knicks, que vinham de boas sequências de resultados foram derrotados por San Antonio Spurs e Phoenix Suns, respectivamente.

+Com quartas de finais definidas, confira as datas e horários das partidas dos playoffs do NBB

Los Angeles Clippers 103×120 New Orleans Pelicans

Apesar do momento oposto na temporada, os Pelicans aproveitaram mais uma ausência de Kawhi Leonard para vencer com autoridade os Clippers. Diante de um Paul George pouco eficaz, a franquia de Los Angeles foi uma presa fácil para que o quinteto inspirado de New Orleans conseguisse o triunfo importante para a franquia. A prova da supremacia do time de Stan Van Gundy é que durante os 48 minutos houve uma única troca de liderança no placar.

Desde o começo do jogo, as miras das duas equipes davam um tom do que seria o confronto. Para os Pelicans, os chutes do perímetro encaixaram sem grande esforço. Depois de Los Angeles sair na frente, New Orleans rapidamente passou no placar e disparou diante de um time dependente dos chutes de Marcus Morris. Com Bledsoe, Zion, Ingram, Ball e Hernangomez esquentando a mão, os mandantes foram para o intervalo com 14 pontos de vantagem. Na volta do duelo, Los Angeles até endureceu um pouco mais o jogo e deu impressão de que poderia chegar, mas a forte marcação do rival fez com que o último quarto fosse completamente dedicado aos reservas simplesmente para o encerramento da partida.

Los Angeles Clippers: Terance Mann (17 pontos) e DeMarcus Cousins (16 pontos e 11 rebotes);

New Orleans Pelicans: Zion Williamson (23 pontos e 5 assistências) e Lonzo Ball (18 pontos, 9 rebotes e 7 assistências);

Phoenix Suns 118×110 New York Knicks

O revés dos Knicks é um dos mais indigestos da rodada da NBA. Depois de liderar o jogo até o fim do terceiro quarto, o gás do time de Tom Thibedeau chegou ao fim e os Suns conseguiram abrir vantagem para sacramentar o triunfo. Outros fatores importantes para o triunfo foram os chutes do perímetro e a batalha de rebotes diante de um Knicks que sobrecarregou Julius Randle e Derrick Rose como alternativas para buscar a vitória.

Para os Suns, o jogo coletivo foi um grande diferencial durante todo o confronto. Mesmo indo para o intervalo com 15 pontos atrás do placar, o time de Monty Williams rodou a bola, contando com um elenco melhor para elevar ainda mais o nível atual da partida e buscar a recuperação mesmo diante de um adversário que vinha de oito rodadas sem perder.

Phoenix Suns: Devin Booker (33 pontos) e Chris Paul (20 pontos, 5 rebotes e 6 assistências);

New York Knicks: Derrick Rose (22 pontos, 6 rebotes e 6 assistências) e Julius Randle (18 pontos, 6 rebotes e 4 assistências);

San Antonio Spurs 146×143 Washington Wizards

San Antonio e Washington fizeram um jogo para ninguém botar defeito. Com dois times totalmente ofensivos, a batalha do garrafão foi essencial principalmente pelo baixo rendimento do perímetro. Se dentro do garrafão, cada time alcançou mais do 53%, nos arremessos de longa distância a diferença foi abissal caindo para a casa dos 30%. Depois de um início equilibrado, os Spurs conseguiram abrir uma pequena vantagem, viram os Wizards crescerem, mas voltaram a liderar a assumir o controle do jogo até o início do terceiro quarto.

No entanto, o segundo tempo foi inteiramente de Washington com raros momentos de San Antonio encostando no placar. Perdendo por dois pontos nos últimos segundos, Bradley Beal conseguiu empatar o jogo, mas viu os Spurs terem tempo suficiente para quase virarem novamente. Porém, DeRozan tentou uma fadeaway contra Westbrook e errou o arremesso do garrafão. Na prorrogação, os dois lados trocaram pontos em busca e não deram chances aos rivais. Só que um erro do camisa 4 permitiu que o time de Gregg Popovich trabalhasse a bola e sofresse falta para Patty Mills deixasse a vantagem em três com cinco segundos para o fim. Com o excelente jogo, a bola sobrou para Beal evitar a derrota, mas o chute de três pontos encontrou o aro e o rebote de Bertans foi insuficiente para Washington.

San Antonio Spurs: DeMar DeRozan (37 pontos e 10 assistências) e DeJounte Murray (25 pontos, 17 rebotes e 5 assistências);

Washington Wizards: Bradley Beal (45 pontos) e Russell Westbrook (22 pontos, 13 rebotes e 14 assistências);

Confira outros resultados da rodada da NBA

Oklahoma City Thunder 90×121 Philadelphia 76ers

Los Angeles Lakers 114×103 Orlando Magic

Atlanta Hawks 86×100 Detroits Pistons

Chicago Bulls 110×102 Miami Heat

Memphis Grizzlies 96×120 Denver Nuggets

Dallas Mavericks 106×113 Sacramento Kings

Utah Jazz 104×105 Minnesota Timberwolves

Cleveland Cavaliers 96×112 Toronto Raptors

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top