Flamengo

Atuações ENM: Arão, Everton Ribeiro e Pedro marcam em vitória que garante classificação do Flamengo na Libertadores; veja notas

Atuações ENM: Arão, Everton Ribeiro e Pedro marcam em vitória que garante classificação do Flamengo na Libertadores; veja notas
Foto: Gilvan de Souza | Flamengo

Hugo: Vaiado durante toda a partida. Quando foi chamado, teve dificuldades, quase falhou, mas trabalhou o suficiente para garantir a vitória do Flamengo. Nota: 5,5.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

Matheuzinho: Logo aos dois minutos e meio, levou cartão amarelo por uma entrada violenta no seu adversário. Em suas penetrações pelo corredor da direita, deu um passe maravilhoso para Bruno Henrique, que ajeitou de cabeça para Everton Ribeiro, que também de cabeça, fez o segundo gol do Flamengo. No período complementar, repetiu o lançamento para a grande área, buscando Gabigol, que perdeu a oportunidade. Nota: 5,5.

Rodrigo Caio: O melhor na zaga rubro-negra. Felizmente, está totalmente recuperado da contusão que o afastou tanto tempo da defesa do Flamengo. É um jogador seguro e que conhece a posição como poucos no futebol brasileiro. Nota: 7.

Pablo: Outro bom zagueiro. Também é profundo conhecedor da matéria e da posição. Esta noite, foi, também, destaque no time de Paulo Sousa. Nota: 7.

Ayrton Lucas: Apoiou como poucos pelo setor esquerdo do Flamengo. Quando precisava dele na defensiva, corria e fazia as coberturas em cima da pinta. Nota: 6,5.

Willian Arão: Anda bem com sua cabeça. Na noite de hoje, repetiu a dose e deixou, mais uma vez, sua marca em uma cabeçada fulminante no 1 a 0 para o Flamengo. Com noção de posição, Arão está sempre presente aonde a bola vai depois dos cruzamentos dos companheiros. Nota: 7.

Andreas: Levou cartão amarelo com um minuto de jogo. Lutou muito, mas não conseguiu realizar seu melhor futebol. Mais uma vez, foi confuso e não encontrou posição que favorecesse sua presença em campo. Nota: 5.

Everton Ribeiro: Colaborou de maneira acentuada com sua equipe, fazendo lançamentos precisos a procura de seus companheiros no ataque da Gávea. Quando chamando, teve participação precisa nesta vitória que está confirmada. Autor do segundo gol do Flamengo. Nota: 7,5.

Arrascaeta: Não foi o jogador de sempre, porque demonstrava cansaço e foi muito marcado pelo adversário. Tentava buscar a bola no meio de campo, mas não conseguia chegar com facilidade na intermediária contrária. Nota: 6.

Bruno Henrique: Presente sempre na entrada da grande área, na noite de hoje, ele repetiu a dose e participou de maneira positiva para muitas arrancadas rubro-negras. De cabeça, fez um passe para Everton Ribeiro, que fez o segundo gol do Flamengo. Nota: 6,5.

+ Flamengo vence a Católica, garante o primeiro lugar do Grupo H da Libertadores e ameniza a pressão

+ Fabrício Bruno passa por cirurgia e desfalca o Flamengo por longo período

Gabigol: Não foi uma noite das mais felizes. Jogou muito fora da área e ali ele fez algumas jogadas procurando o comando de ataque. Poucas funcionaram. Ele é, sem dúvida, homem de gol. Fora da área, a coisa fica mais difícil de ser desenvolvida. Perdeu três oportunidades, que estando em dia de graça, não costuma perder. Nota: 5.

SUBSTITUIÇÕES:

Rodinei: Tentativa de melhorar o Flamengo pelo setor direito. Tal não aconteceu. Rodinei não conseguiu fazer as jogadas que o time precisava. Tentou alguns cruzamentos, mas o resultado foi pífio. Nota: 5,5.

Lázaro: Não teve muita oportunidade de jogar seu bom futebol. Quando entrou no jogo, a partida já estava meio embolada. Nota: 5,5.

Pedro: Este veste a camisa que tem cheiro de gol. Logo que entrou, começou a lutar e em uma de suas investidas, conseguiu penetrar na área pela esquerda e fez o terceiro e último gol rubro-negro. Toda vez que entra na equipe, Pedro mostra muita garra e disposição. Teve uma outra oportunidade, mas perdeu. Nota: 6,5.

João Gomes: Jogou pouco tempo. Não teve quase oportunidade de jogar o futebol vistoso e seguro no meio de campo rubro-negro. Mesmo jogando pouco, mostrou disposição e serviço. Nota: 5,5.

Victor Hugo: Entrou aos 40 minutos do segundo tempo no lugar de Arrascaeta. Sem nota.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top