Bahia

Atuações ENM: Bahia não se abate com o VAR e arranca empate

Bruno Queiroz/EC Bahia
— Continua depois da publicidade —

Na tarde deste sábado (6), o Bahia visitou o Internacional, em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Certamente, foi uma partida movimentada e bem acirrada. A equipe visitante se manteve atenta ao jogo sendo pressionada pelo mandante a todo momento. Até que aos 20 minutos, Rodriguinho abriu o placar com um passe habilidoso de Daniel. Logo após sete minutos, Patrick aproveitou o cruzamento de Thiago Galhardo e mandou pro fundo gol, empatando em 1 x 1. Aos 40′, Gilberto marcou o dele, entretanto, o juiz anulou. Quatro minutos depois, Thiago Galhardo recebeu cruzamento e marcou. Novamente, o juiz anulou.

Entretanto, no segundo tempo, o Esquadrão de Aço voltou com uma postura mais ofensiva e marcou pressão, buscando o resultado. Mas aos 18′ da segunda etapa, o árbitro Bráulio da Silva Machado viu um pênalti contraditório, em um toque de Gregore no zagueiro colorado. Thiago Galhardo foi pra marcação e chutou pro fundo do gol. Nos acréscimos, Rodinei derrubou Élber, e Clayson converteu a penalidade, fechando o placar em 2 x 2.

Confira as notas do elenco Tricolor baiano:

Claus – 7,5

O jovem arqueiro estreou com o pé direito no Campeonato Brasileiro. Seguro, salvou o Bahia quando precisou, deu outra cara ao gol.

Nino – 6,5

Sofreu no 1° tempo com os ataques do Inter, no 2° tempo com ajuda de Rossi, conseguiu se impor mais.

Juninho – 6

Parecia um pouco perdido, errou o passe que gerou o gol adversário.

Ernando – 6,5

Juninho Capixaba – 6,5

Tem muita força ofensivamente, mas errou muitos cruzamentos. Defensivamente ajudou bastante e anulou o adversário pelo lado esquerdo.

Gregore – 7

Fez uma partida segura, roubou bola e teve participação ofensiva.

Ronaldo – 7

Muito seguro defensivamente

Élber – 7

Ofensivamente consegue dar trabalho ao adversário, precisa melhorar no último passe e nos chutes a gol

Rodriguinho – 9

De longe é o melhor jogador do Bahia, participa das jogadas ofensivas, artilheiro da equipe e ainda recompõe.

Gilberto – 6

Hoje ficou sumido, facilmente marcado pela zaga adversária.

Clayson – 7

Fez algumas tabelas com Juninho pelo lado Esquerdo e corou o empate com o pênalti sofrido por Élber.

Rossi – 7

Consegue recompor Ofensivamente, fechou o lado direito do Inter e não permitiu os ataques do adversário por ali.

Edson – 7

O Garoto pede passagem desde o jogo contra o Flamengo, é um marcador nato e não deixou o Inter tabelar no meio.

Fessin – 6

Não teve tempo suficiente para analisá-lo, primeiro jogo entre os profissionais.

Um comentário

Um comentário

  1. Pingback: Bahia não se abate com o VAR e arranca empate | DF MANCHETES

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo