Bahia

Atuações ENM: Bahia quebra tabu contra o Ceará e se consagra tetracampeão do Nordeste

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Em jogo emocionante Bahia vence no tempo regulamentar e quebra a invencibilidade de 23 jogos do Ceará, na Copa do Nordeste.

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio, o Ceará começou pressionando e causando muita dor de cabeça ao Bahia, que no fim da primeira etapa incendiou e o goleiro cearense, Richard fez excelentes defesas cara a cara com o meia tricolor, Thaciano e num chute cruzado de Rodriguinho. O Vozão apostou no ataque com Vina e Mendoza. 

Já na segunda etapa, o Ceará não conseguia avançar e atuou mais defensivo, enquanto via o Bahia crescer no jogo e aos 14 minutos em uma cobrança de escanteio a bola desviou na mão do zagueiro Luiz Otávio e o VAR foi acionado e com cerca de 5 minutos com muita reclamação dos atletas cearenses, Rodriguinho abriu o placar na cobrança da penalidade, deixando o Esquadrão vivo na busca pelo título.

O Bahia apostou na velocidade e o duelo ficou melhor quando o contra-ataque mortal quebrou o tabu que existia entre Ceará e Bahia. Mas como nem tudo são flores aos 38, Marlon cruzou na cabeça de Jael, que fez o primeiro do Vozão. Deixando o agregado em 2 a 2 e esse resultado levou o jogo para os pênaltis.

Pela equipe baiana, Rodriguinho, Matheus Galdezani, Lucas Araújo e Conti converteram as penalidades e o atacante Thonny Anderson teve a sua cobrança defendida pelo goleiro Richard. 

Já do lado cearense, Lima e Fernando Sobral marcaram. Enquanto Jorginho foi parado pelo paredão tricolor, Matheus Teixeira, e Marlon chutou para fora. 

O Esporte Clube Bahia é Tetracampeão do Nordeste e como venceu por 2 a 1 no tempo regular, quebrou a invencibilidade do Ceará que já durava 23 jogos na Copa do Nordeste.

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

DESTAQUES TRICOLOR 

Rodriguinho – 10

Com direito a gol e assistência, o experiente camisa 10, tomou para si a responsabilidade e encarou com maestria o duelo contra o Vozão

Conti – 9

Com segurança e frieza conseguiu parar o ataque cearense e supriu a ausência de Patrick de Lucca na partida. O zagueiro tricolor não recebe a nota máxima pois errou no cruzamento que originou o gol de Jael. 

FICOU DEVENDO 

Thaciano – 7 

Pela mudança no posicionamento, o meia passou boa parte da partida apagado. E perdeu dois gols seguidos cara a cara com o goleiro do Vozão. 

NOTAS ENM 

Matheus Teixeira – 9

Conti – 9

Juninho – 9

Renan Guedes – 8.5

Matheus Bahia – 8

Jonas – 6

Daniel – 8.5

Thaciano – 7

Rossi – 8.5

Rodriguinho – 10

Gilberto – 9

SUBSTITUIÇÕES 

Lucas Araújo – 8

Matheus Galdezani – 8

Edson – 7.5

Oscar Ruiz – 7.5

Thonny Anderson – 7.5

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top