Bahia

Atuações ENM: Élber e Gregore se destacam, mas não salvam o Bahia da eliminação; Veja notas

Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia

Após lutar bravamente e mostra um bom futebol em campo o Bahia foi eliminado pelo Defensa y Justicia e não avança para a semifinal da Sul-Americana. O último brasileiro vivo na competição veio pelo jogo na Fonte Nova com uma grande diferença de placar e, mesmo tendo uma bela atuação no jogo de hoje, não foi feliz nas finalizações e não conseguiu se quer um dos dois gols que precisava.

O Bahia fez um bom primeiro tempo e dominou a etapa. O time concertou falhas que havia apresentado no jogo de ida, foi criativo, marcou bem e imprimiu velocidade. Foi superior em relação ao time argentino, produziu bastante com 12 finalizações e não teve falhas. Gregore criou boas oportunidades, Élber imprimiu velocidade e o time como um todo foi muito bem na parte defensiva. A bola não entrou mesmo com um excelente desempenho. Índio Ramirez e Rossi pecaram na eficiência desperdiçando duas boas oportunidades.

Após a expulsão infantil de Rossi no segundo tempo o jogo mudou. O time que se mostrava empenhado, caiu de desempenho, deu mais oportunidade e espaço para o DF. Mano demorou a fazer as substituições e quando resolveu povoar o meio de campo e ataque já era tarde. Faltou efetividade para matar o jogo, embora jogando melhor, o Esquadrão voltou desconcentrado no segundo tempo e desperdiçou chances. O elenco saiu decepcionado de campo após uma dura eliminação.

MANDARAM BEM:

Élber- 8,0
Enquanto estava em campo, Élber era um dos melhores. Criou ótimas oportunidades, imprimiu velocidade que faltava no time e ainda vinha pegar a bola na linha de marcação. O Bahia caiu de rendimento quando foi substituído.

Gregore- 8,0
Gregore fez mais do que o papel de cão de guarda do Bahia. Ele participou efetivamente do ataque, foi criativo nas jogadas, avançava bem e deu passes para boas oportunidades de gol que foram desperdiçadas pelos seus companheiros.

FICARAM DEVENDO:

Gilberto – 4,0
O atacante pouco participou do jogo, e o artilheiro desperdiçou uma boa oportunidade de balançar as redes. Faltou se portar como homem de referência que é para o time e chamar a responsabilidade para si, mostrando mais empenho e comprometimento.

Rossi – 1,0
Comprometeu o time de maneira indevida, infantil e irresponsável. Foi expulso por gestos obscenos e deixou o Bahia em uma situação delicada precisando de dois gols. No primeiro tempo perdeu uma oportunidade clara de gol e não criou muito.

CONFIRA AS ATUAÇÕES:

  • Douglas: 7,5
  • Ernando: 6,0
  • Juninho: 6,5
  • Nino Paraíba: 6,5
  • Juninho Capixaba: 6,5
  • Gregore: 8,0
  • Ronaldo: 5,5
  • Índio Ramirez: 4,5
  • Gilberto: 4,0
  • Rossi: 1,0
  • Élber: 8,0

SUBSTITUIÇÕES:

  • Clayson: 5,0
  • Gabriel Novaes: 5,0
  • Daniel: 5,0
  • Rodriguinho: 4,5
  • Zeca: 5,0
Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top