Flamengo

Atuações ENM: Em noite muito ruim tecnicamente, Flamengo consegue a classificação no final; confira as notas

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O Flamengo conseguiu garantir sua classificação para as oitavas de final da Libertadores na noite desta quarta-feira (19), no Maracanã, ao empatar em 2 a 2 com a LDU, do Equador. Apesar de uma noite muito ruim de toda a equipe, individual e coletivamente, o Rubro-Negro não desistiu e buscou a igualdade até os minutos finais, quando conseguiu marcar com Gustavo Henrique. Pedro abriu o placar.

O jogo começou a complicar para o Flamengo aos 15 minutos do primeiro tempo, quando Willian Arão levantou demais o pé em dividida e foi expulso de campo. A LDU cresceu na partida e começou a trabalhar mais a bola, mas Pedro conseguiu abrir o placar para o Rubro-Negro aos 31 minutos, no que parecia ser o começo de um duelo mais tranquilo. No entanto, apenas três minutos depois, o sistema defensivo do Flamengo vacilou novamente em bola aérea, e Guerra aproveitou cruzamento para conseguir empatar de cabeça, fazendo as equipes irem para o intervalo com tudo igual no placar.

No início do segundo tempo, o panorama se manteve o mesmo, com o Flamengo tentando controlar o jogo com um a menos e a LDU pronta para dar o bote no momento necessário e marcar seu gol. E foi exatamente o que aconteceu, quando Jhojan Julio aproveitou rebote de novo cruzamento para contar com erro de Bruno Viana e virar o jogo.

A partir daí, a equipe de Rogério Ceni partiu para cima da LDU, mas esbarrou em uma noite muito ruim tecnicamente, em que poucas coisas deram certo no ataque e nenhuma chance concreta de empatar o jogo foi criada. Aos 42 do segundo tempo, em lance chorado com Bruno Henrique na linha de fundo, o Flamengo teve falta marcada a seu favor, e Arrascaeta botou na cabeça de Gustavo Henrique, para o zagueiro empatar o duelo e garantir o Rubro-Negro nas oitavas de final da Libertadores.

Na última rodada da fase de grupos, o Flamengo recebe, novamente no Maracanã, os argentinos do Vélez Sarsfield, adversário da estreia. Com as duas equipes já classificadas para as oitavas de final, o duelo no Rio de Janeiro servirá para definir quem será o primeiro colocado do grupo. Com 11 pontos contra 09 dos argentinos, o Rubro-Negro precisa apenas de um empate.

Confira os destaques e as notas do Flamengo:

DESTAQUES

Willian Arão: 3,0 – Fazia jogo correto até levantar o pé demais em bola disputada no meio-campo, sendo expulso em jogada boba, que não oferecia tanto perigo ao Flamengo. O time teve que jogar com um a menos por mais de 75 minutos e quase acabou perdendo pela primeira vez nesta Libertadores.

Bruno Viana 4,5 – Assim como todo o sistema defensivo, em nenhum momento passou segurança. Também teve extrema dificuldade nos cruzamentos e levou um drible infantil no segundo gol equatoriano, quando foi facilmente batido por Julio.

Gustavo Henrique 5,5 – De volta ao time titular, foi destaque para o bem e para o mal. Primeiro, não conseguiu alcançar a bola em cruzamento que terminou em gol de Guerra, que ocupava suas costas. No entanto, conseguiu marcar de cabeça o gol do empate rubro-negro, que garantiu um ponto e a classificação para as oitavas de final.

Arrascaeta: 8,0 – Começou no banco e foi acionado por Rogério Ceni logo após o gol da virada da LDU. Apesar de não ter feitos grandes jogadas individuais, foi o responsável por cobrar a falta que deu o segundo gol ao Flamengo. Colocou a bola na cabeça de Gustavo Henrique e deu sua 37ª assistência com a camisa rubro-negra.

Pedro: 6,5 – Também não esteve em uma de suas melhores noites, mas ainda assim foi o responsável por abrir o placar para o Flamengo. Não deixou de brigar por cada bola no ataque e viu Gabigol sair para a entrada de Bruno Henrique, desta vez jogando os 90 minutos.

NOTAS

Gabriel Batista: 5,5
Matheuzinho: 6,0
Bruno Viana: 4,5
Gustavo Henrique: 5,5
Léo Pereira: 5,5
Willian Arão: 3,0
Gerson: 5,0
Everton Ribeiro: 5,0
Vitinho: 5,5
Gabigol: 5,5
Pedro: 6,5

Ramon: 5,5
Diego Ribas: 6,0
João Gomes: 6,0
Arrascaeta: 8,0
Bruno Henrique: 6,0

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top