Futebol

Austrália e Nova Zelândia são escolhidas como sedes da Copa do Mundo Feminina de 2023

Foto: Fifa/Divulgação

Pela primeira vez na história, a Copa do Mundo Feminina será realizada na Oceania. Nesta quinta-feira, A Fifa anunciou que Austrália e Nova Zelândia foram escolhidas como sedes do próximo mundial, em 2023. A decisão foi divulgada depois de votação entre os membros do conselho da entidade, que se reuniram através de videoconferência. O placar da votação foi de 22 a 13 a favor da candidatura dos países da Oceania, dentro dos 35 participantes do conselho que participaram da eleição.

– Não é apenas uma Copa do Mundo Feminina. É uma Copa do Mundo. Temos que nos dar conta disso. Mulheres são 50% da população mundial, talvez mais. O que acontece no campo ali é futebol, com atletas habilidosos – disse o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Infantino relatou que viu a empolgação pelo esporte nos países. O mandatário ainda apontou que pode haver uma mudança no processo de escolha das sedes das Copas do Mundo femininas.

– Não deveria haver diferença entre as votações para sede da Copa do Mundo dos homens e das mulheres. É algo que deveríamos considerar para o futuro. Eu estou feliz que o processo até a votação tenha sido feito de maneira profissional e transparente, de um jeito como nunca foi feito antes – completou.

A Copa do Mundo Feminina ainda vai contar com 32 equipes. O torneio começou a ser realizado pela Fifa em 1991 e teve oito edições realizadas desde então – a última delas foi na França, no ano passado. Os Estados Unidos são os maiores vencedores, com quatro títulos, seguidos pela Alemanha, com duas conquistas, e Noruega e Japão, com um troféu cada.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top